Bom dia - Em Conselheiro Lafaiete - MG, hoje é Quinta-Feira, 24 de Julho de 2014 - Agora são: 11:37:30 Você esta aqui : Home - Frei Tibúrcio
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Pesquisar

Jornal Correio da Cidade

Frei Tibúrcio

Frei Tibúrcio

E-mail Imprimir PDF

13º salário

Para quem deu declarações dizendo que o 13º salário da Câmara Municipal era um direito legal e iria receber de qualquer jeito, a decisão de devolver a natalina pegou muito mal para os seis vereadores que aceitaram o benefício. Das duas uma: ou os edis foram mal orientados pelo jurídico do Legislativo ou acharam que uma natalina a mais e outra a menos não iria fazer diferença para ninguém, apesar da rejeição total e irrestrita da opinião pública. Que vergonha, senhores vereadores!

Natalina

A discussão em torno da natalina da Câmara, denunciada com exclusividade pelo glorioso Jornal CORREIO, é aquele tipo de situação que, apesar dos anos, ficará marcada para sempre na memória do povo e do Legislativo Municipal. Tem muito vereador na egrégia municipal que podia ter evitado essa mancha no seu currículo. Fazer o quê!

Mato

Apesar do esforço da secretaria municipal de Obras, do departamento do Meio Ambiente e da Localix, o mato parece crescer sem parar na cidade, a ponto de alguns engraçadinhos sugerirem a compra de vacas, bois e afins, para ajudar na limpeza do capim e do mato. A que ponto nós chegamos!

 

Cruzes

O problema dos carros abandonados nas vias públicas é tão grave em Lafaiete, mas tão grave, que nem a presença da imprensa (leia-se Jornal CORREIO) é capaz de incomodar os mais folgados. Alguns desses caras, de forma acintosa, chegam a dizer que a rua é pública e ninguém, nem a PM, muito menos a administração legalista do prefeito Ivar, é capaz de demovê-los da ideia de tirar os carros velhos das ruas.

 

Que coisa

Aliás, a reportagem do Jornal CORREIO contou, de uma veizada só, dois carros velhos e completamente abandonados, num lote ao lado da casa, sabe de quem, do nosso simpático alcaide Ivar de Almeida Cer­queira Neto.

 

Futuro

Só Deus mesmo para salvar este mundão!

 

Frei Tibúrcio

E-mail Imprimir PDF

Resposta
Por causa da limitação de espaço, a coluna se vê obrigada a não publicar nesse minifúndio de papel a resposta do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Alessandro Dalla Vedova, sobre a nota com o título “Será?” que foi veiculada na coluna passada. A versão de Alessandro está sendo publicada na página C8 desta edição. O colunista deseja uma boa leitura a todos.



Eleição (1)
A eventual aproximação do prefeito Ivar de Almeida Cerqueira Neto com a pré-candidatura a deputado estadual do ex-alcaide de Congonhas, Anderson Cabido, já chegou na mesa dos coordenadores do Projeto Voto Ético (Prove) que, entre outras coisas, defendem, com unhas e dentes, a eleição de candidatos que residam em Lafaiete.



Eleição (2)
A propósito, em 2010, Ivar Cerqueira teve uma votação histórica, enquanto candidato a deputado federal, com apoio maciço do Projeto Voto Ético. Além de pedir votos, a moçada do Prove levantou e empunhou a bandeira de que Cerqueira, além de lafaietense nato, era morador da cidade. Faltou pouco para Ivar ser eleito.



Eleição (3)
Calibrado e com o prestígio lá nas alturas, o nosso estimado prefeito foi para o front novamente, desta feita em outubro de 2012, para derrotar, de uma veizada só, José Milton, Vicente Faria, Glaycon Franco, Júlio Barros e toda a turma do PT local. Em 2014, porém, deixa para lá ...



Darci Tavares
Apesar de aparentemente tranquila, a saída de Darci Tavares da Semed mostra que, apesar de todos negarem, a relação entre ele e o prefeito não é das melhores. Tavares, por muitas vezes, demonstrou insatisfação com os rumos do governo e deixou transparecer a falta de empenho de alguns setores da Prefeitura com as demandas da Semed. Chegou, inclusive, a queixar-se com amigos e correligionários que suas ideias e iniciativas não estavam sendo trabalhadas com o devido empenho.



Futuro

A coluna teme que o estádio municipal, que se encontra em construção desde o fim da década de 90, se transforme num novo Guarani. Aliás, o tempo passa, o tempo voa, e o estádio do velho e bom “Vovô da Colina” continua abandonado, destruído e funcionando como ponto de venda de drogas. Quem diria!

Última atualização ( Sex, 04 de Abril de 2014 10:45 )
 

Será?

E-mail Imprimir PDF

Assessores do deputado Glaycon Franco disseram esta semana, à coluna, que as demandas e projetos do parlamentar que beneficiam diretamente a cidade estariam sofrendo retaliações de secretários do prefeito Ivar de Almeida Cerqueira Neto. O alvo desses assessores, que pediram a não divulgação de seus nomes, é o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Alessandro Dalla Vedova, que estaria tentando atravessar e brecar uma iniciativa de Franco que viabilizou uma unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para a escola municipal Professor Luiz Carlos Gomes Beato. Cruzes!

 
Mais Artigos...
Página 3 de 58
Banner
Banner
Banner


Edição Atual

Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Previsão do Tempo

Usuários On line

Nós temos 141 visitantes online

Contador de Acesso

Visualizações de Conteúdo : 6324738

Expediente

Expediente DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORES: Juliana Monteiro / Camila Viana PAGINAÇÃO GRÁFICA: Rafael Souza / Sérgio Luna Martins REPORTAGEM: Frances Santana PUBLICIDADE: Letícia Molinares / Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade / Sérgio Luiz Peixoto COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Gilberto Carlos da Silva / Claudinei Rodrigo da Silva IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Nathaniel Rodrigues / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade/ Clésio Peixoto / Juliana Monteiro

Qual a sua denúncia?

Banner

História do Jornal CORREIO

Untitled Document

História do Jornal CORREIO

Em 22 anos, o periódico conquistou credibilidade e a confiança de leitores, venceu dificuldades e comemora marca histórica.

Juliana Monteiro Jornalista

Modéstia a parte, não é qualquer veículo de comunicação que pode se orgulhar da histórica marca de 1000 edições. Em 22 anos de circulação, o Jornal Correio da Cidade conquistou credibilidade e a confiança do leitor. É o mais antigo periódico em circulação ininterrupta no Alto Paraopeba, líder em assinaturas e vendas avulsas, o que se reflete na maior tiragem mínima da região, hoje fixada em 5 mil exemplares. Mas por trás de uma história de sucesso, há vários capítulos de luta e de superação.

Leia mais.

feed-image Fique por dentro!