Boa madrugada - Em Conselheiro Lafaiete - MG, hoje é Quarta-Feira, 4 de Março de 2015 - Agora são: 05:29:36 Você esta aqui : Home - Educação
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Pesquisar

Jornal Correio da Cidade

Educação

Você acredita em educação a distância?

E-mail Imprimir PDF

José Antônio dos Santos
Mestre pela UFSJ


A pergunta é para você, mas eu vou dar minha resposta: acredito. Creio, inclusive, que ela poderá ajudar a educação presencial a mudar metodologias, concepção curricular, tempo, espaço e algumas mazelas clássicas.
Muitos docentes que ministram disciplina a distância e que trabalham na modalidade clássica presencial têm dito que estão voltando às salas de aula com outra atitude. Se a educação a distância – EAD – tem gerado mudança de atitudes mesmo em docentes veteranos, há grandes condições potenciais de ela ajudar a construir uma geração de jovens e adultos com outra postura diante dos cursos virtuais.

 

Cuidados com a volta às aulas

E-mail Imprimir PDF


José Antônio dos Santos
Mestre pela UFSJ


Faz tempo eu escrevi algo parecido. Mas estou sentindo a necessidade de emergir novas ideias sobre o cuidado que os responsáveis precisam ter com a volta dos dependentes às aulas. Todo final de ano, os adultos precisariam ficar muito atentos aos comentários das crianças e adolescentes sobre sua escola. Eles usam várias linguagens para mostrar que não estão felizes com sua escola e, com muita frequência, não entendemos os recados. Quase sempre falam através de linguagens simbólicas, metalinguagens. E, ocupados na correria da vida, adiamos o cuidado com nossos meninos e meninas.

 

Educação e protestos durante copa do mundo

E-mail Imprimir PDF

José Antônio dos Santos
Mestre pela UFSJ.
Contato: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.



Tudo indica que a educação será um dos grandes motivos de protestos antes mesmo de os jogos da copa começarem. Os rolezinhos estão sendo apenas ensaio de algo maior.
Não faltam razões para insatisfações sociais. Além dos flagelos da saúde e da segurança pública, a educação passa por maus momentos, como o que ocorreu recentemente com a Gama Filho. Além disso, baixos indicadores salariais para os professores públicos e a transferência de Mercadante para a Casa Civil, sem defender explicitamente interesses dos professores já constituem razões embrionárias para manifestações sociais, a começar do Rio de Janeiro. As notícias abaixo sobre salários dos professores públicos ajudam a clarear a realidade educacional drástica que estamos vivendo no país, enquanto os gastos públicos com a construção de estádios continuam brutais.

 
Página 13 de 46
Banner
Banner
Banner


Enquete 1

Qual matéria chamou mais a sua atenção?
 

Enquete 2

Na sua opinião, qual o maior problema de Conselheiro Lafaiete?
 

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Classificados

Banner

Menu do Usuário


Edição Atual

Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Previsão do Tempo

Usuários On line

Nós temos 82 visitantes online

Contador de Acesso

Visualizações de Conteúdo : 7611166

Expediente

Expediente DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORA: Juliana Monteiro PAGINAÇÃO GRÁFICA: Cláudia Mara / Daniel Vieira / Raquel Gonçalves Martins REPORTAGEM: Frances Santana / Caroline França / Rafaela Melo / Hugo Pacheco Jr. PUBLICIDADE: Letícia Molinares / Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Gilberto Carlos da Silva / Claudinei Rodrigo da Silva IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade / Clésio Peixoto / Juliana Monteiro

Qual a sua denúncia?

Banner

História do Jornal CORREIO

Untitled Document

História do Jornal CORREIO

Em 23 anos, o periódico conquistou credibilidade e a confiança de leitores, venceu dificuldades e comemora marca histórica.

Juliana Monteiro Jornalista

Modéstia a parte, não é qualquer veículo de comunicação que pode se orgulhar da histórica marca de 1000 edições. Em 23 anos de circulação, o Jornal Correio da Cidade conquistou credibilidade e a confiança do leitor. É o mais antigo periódico em circulação ininterrupta no Alto Paraopeba, líder em assinaturas e vendas avulsas, o que se reflete na maior tiragem mínima da região, hoje fixada em 5 mil exemplares. Mas por trás de uma história de sucesso, há vários capítulos de luta e de superação.

Leia mais.

feed-image Fique por dentro!