Educação


Escolha por áreas agrada estudantes



A aprendizagem por reas, assegurada por um currculo mais flexvel, gera conflitos entre pais e filhos. uma das discusses quentes, no momento.  Segundo a Folha de So Paulo, "A ideia vista como tima ou boa por 58% dos estudantes, enquanto 40% dos pais pensam da mesma forma. Entre os pais, 43% entendem que a flexibilidade pssima ou ruim, segundo pesquisa da Datafolha, realizada com esses dois grupos na cidade de So Paulo, no ms passado".

Boa parte dos estudantes reconhece a importncia de construir um currculo que lhes garanta escolhas a partir de reas de interesse, mas esto conflitando com seus pais. Tento me colocar no lugar dos adultos que 'querem o melhor para seus filhos', mas esto equivocados ao pensarem que a flexibilizao da aprendizagem traz malefcios. Exatamente por alegarem que querem o melhor para os filhos ou dependentes, deveriam ser os primeiros defensores de uma escola que lhes assegure independncia e autonomia na escolha de contedos de que gostem. Essa a nica forma de errarem menos em suas escolhas profissionais.

Mas a tendncia conservadora. Defendem, erroneamente, o conceito de escola que tiveram, para defender os direitos da prole. Esquecem que somos de geraes que se beneficiaram de uma escola que hoje no garante aos alunos o que nos garantiu. Os pais sabem que o mundo mudou, mas, contraditoriamente, continuam defendendo uma escola de outro mundo para as crianas e os adolescentes. um absurdo!

Diz a Folha que [...] "A pesquisa que ouviu 805 estudantes e 408 pais de 25 a 30 de novembro, reflete a opinio de estudantes do 8 e 9 anos do ensino fundamental e do ensino mdio, alm de pais com filhos nessas sries, na capital paulista. Entre os consultados, 80% so da rede pblica e o restante, de escolas particulares (proporo que reflete a realidade das matrculas em SP)."

Esse dado refora a tendncia conservadora e sem esclarecimentos por parte do pais. Era de se esperar que esses 80% de entrevistados, jogados em escolas pblicas, que oferecem pouca base cognitiva para as massas, tivessem uma atitude mais reivindicadora e esclarecida. O que indica que as famlias confiam cegamente no modelo clssico de ensino. Assusta muito constatar que so pais de um estado cosmopolita, de grande envergadura poltica e cultural.

Mas exatamente por tambm se tratar de um centro cosmopolita de cultura multifacetada que, dentre muitos avanos, deparamos com mentalidades conservadoras. A realidade da educao chega a ser irritante, pois deveria ser transgressora, ousada e revolucionria, pois arroga ser formadora de gente criativa para o mundo. Ledo engano. A educao exerce papel social simplesmente ridculo por aqui: deforma pessoas para a vida social e para o mercado.

Outros dados trazidos pela Folha ajudam a pensar sobre os desafios para a criao de um novo ensino mdio no Brasil: "Como hoje: carga horria mnima de 800 horas anuais (ensino parcial). O que o plano prope: grade ser ampliada gradualmente para 1.400 horas anuais (ensino integral). Vantagens: h evidncias de que a carga expandida melhora o desempenho dos alunos. Entraves: modalidade integral requer um bom projeto pedaggico e gastos maiores". Ser mesmo que h evidncias de melhor desempenho com ensino integral? Nem particulares tm conseguido isso. E como bancar ensino integral, que requer gastos maiores em um pas de PEC? um pecar contra a educao. um deboche!

Dados disponveis em:  http://www1.fo­lha.uol.com.br/educacao/2016/12/1841592-opcao-de-escolha-por-area-no-ensino-medio-agrada-estudantes-e-divide-pais.shtml .


Jos Antnio dos Santos

Mestre pela UFSJ

Contato: joseantonio281@hotmail.com



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Educação, no dia 06/01/2017


Comente esta Coluna