Política


Cortejado por líderes locais, Pimentel deixa Hospital Regional fora de pacote de obras



Não foi dessa vez. A expectativa de que o governador Fernando Pimentel (PT) anunciasse a liberação de recursos para a retomada do Hospital Regional de Conselheiro Lafaiete foi por água abaixo. Durante cerimônia, realizada na segunda-feira, dia 13, foram liberados cerca de R$ 426,4 milhões. O recurso é destinado à retomada de diversas obras em todo o estado.

A frustração é ainda maior após toda a articulação de líderes políticos junto a Pimentel nos primeiros meses de seu governo. Mesmo com todo o esforço, não foi sequer anunciado o repasse de verbas para elaboração de um novo projeto para o tão esperado término da construção que encontra-se parada desde o fim de 2012. Logo que assumiu, o prefeito Ivar de Almeida (PSB) destacou a necessidade de rever o projeto para ampliar o número de leitos da unidade.

Um despacho governamental autorizou a emissão de ordem de serviços para a retomada de 40 obras em Belo Horizonte e no interior. De acordo com informações da Secretaria de Governo, serão obras nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, habitação, cultura e turismo. No anúncio de Pimentel, estão incluídas a retomada dos hospitais edificados em Teófilo Otoni e Governador Valadares.  

O impasse em relação à unidade de saúde em construção em Lafaiete tem gerado grandes discussões e críticas em relação a como o governo Ivar está conduzindo a obra e a administração municipal sofre muitas cobranças para que a retomada da obra aconteça o mais rápido possível.

Articulação

Ainda em janeiro, quando se reuniu com o governador mineiro, Ivar se mostrou otimista com a nova gestão. Segundo disse à época, o governo de Minas Gerais estava em sintonia com os interesses de Lafaiete. Cerqueira comentou também que Pimentel teria aberto as portas do estado para a cidade.

O prefeito também garantiu que o hospital de Lafaiete era prioridade e afirmou que a expectativa, naquele momento, era de que a elaboração de um novo projeto fosse discutida, brevemente, o que ainda não ocorreu passados quase seis meses.

A intenção de Ivar é contemplar o hospital com 140 leitos, ampliando o bloco cirúrgico. A unidade teria como foco atendimentos de urgência e emergência e não funcionaria como um pronto-socorro como estava desenhado no projeto inicial. Outra fala do prefeito que não se confirmou foi a retomada das obras ainda no primeiro semestre.

Recursos para a região

Dentro das obras de rodovias que serão retomadas está a de pavimentação da MG 275, entre Carandaí e Lagoa Dourada. A estrada faz o entroncamento com a BR-383, com acesso a São João del-Rei. A construção de uma ponte sobre o Rio Carandaí, nesse mesmo trecho da estrada, também foi incluída no pacote. O governador também autorizou o reinício das obras de duplicação da rodovia entre Jeceaba e São Brás do Suaçuí.

 

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Rafaela Melo, no dia 23/07/2015


Comente esta Notícia