Saúde


Cuidar da pressão vai além de controlar o sal



A pressão alta é um dos problemas de saúde que mais afeta a população mundial. No Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 25% dos brasileiros possuem a doença. As mulheres têm maior propensão a ter hipertensão, 26,4% contra 21,3%.


Essa doença é caracterizada pelo aumento da pressão arterial, ultrapassando o índice de 140/90 mmHg — popularmente conhecimento como 14 por 9. As pessoas que possuem hipertensão possui mais risco de sofrer infarto, aneurisma arterial, acidente vascular cerebral e outros problemas graves.


Em função disso, organizações públicas e privadas fazem campanhas para que a população se conscientize dos perigos da pressão alta. O principal cuidado é com a ingestão de sal, principal responsável pelo alto da pressão. Porém, há outras medidas que também devem ser tomadas por quem já tem a doença ou tem histórico da família. Confira!


Abandonar hábitos ruins

Os fumantes estão no grupo de risco a desenvolver hipertensão. Isso porque o cigarro provoca lesões e problemas nos vasos sanguíneos. A bebida alcoólica também aumenta a pressão, se ultrapassar cerca de 30 gramas por dia. Ou seja, cerca de 2 latinhas de cerveja e 2 taças de vinho.


Portanto, é importante evitar esses hábitos negativos, principalmente quem já tem mais chances de desenvolver o problema de pressão.


Relaxar mais

A hipertensão está diretamente relacionada com o estresse e a ansiedade. Desse modo, pessoas que se expõe mais às situações de nervosismo tendem a ver a pressão subir mais facilmente.


Para evitar esse tipo de situação, é aconselhável buscar formas de se desestressar e relaxar. No dia a dia, o paciente pode dedicar alguns minutos para meditar, fazer yoga ou, simplesmente, ouvir algumas músicas de que gosta enquanto toma um café. Independentemente de qual seja a atividade, o importante é se desconectar um pouco da rotina para que o corpo também desacelere.


Ingerir magnésio e potássio

Manter uma dieta equilibrada é fundamental para todas as pessoas, e não seria diferente para os hipertensos. No casos deles, há dois nutrientes que podem ser ainda mais importantes: magnésio e potássio.


Os dois minerais ajudam a controlar a pressão, os vasos sanguíneos e o sistema nervoso. O magnésio pode ser encontrado em oleaginosas, como amendoim e castanhas, já que entre os alimentos ricos em potássio estão a banana e o abacate.


Seguir a medicação

Dependendo do quadro do paciente, talvez seja necessário o uso contínuo de medicamentos. De acordo com o site da Euroclinix, existem diversos remédios que podem ser receitados para os hipertensos.


Se for o caso, o indivíduo deverá seguir as recomendações médicas. Lembrando sempre que cada um tem necessidade de um medicamento e uma dosagem específica, por isso, é necessário ter o acompanhamento de um médico.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 29/05/2019


Comente esta Notícia