Pesca


Pescadores de Lafaiete redescobrem o Pantanal Sul e suas belezas naturais



Três pescadores de Lafaiete e outros cinco da cidade de Bicas, na Zona da Mata, viajaram dia 6 de setembro pa­ra a região de Passo do Lontra, no município de Miranda, no Mato Grosso do Sul. A pescaria foi no rio do mesmo nome e feita na famosa Chalana Safari, que navegou rio abaixo até as proximidades de Corumbá. O grupo, formado pelo Júnior, da Gráfica La­faiete, Barreto, Luciano Ferreira Belo, de CL, além de Eduardo Ferreira Belo, Luciano Rocha, Francisco Carlos Vicini, Robledo Piero de Souza Silva e Nelson Rubens de Souza, viveu emoções distintas na aventura, já que foram fisgados inúmeros exemplares de pintados, corvinas, mandubés, en­tre outros peixes, e a interação da turma foi considerado nota 10, onde prevaleceram o companheirismo, a amizade e a interação dos oito aventureiros.
Na volta, dia 13 de setembro, o grupo deu uma esticada na bela Bonito, local de águas preservadas e inúmeros cardumes pro­­tegidos por lei. Vale destacar a qualidade do rango da Chalana, os tira-gostos e a cerveja geladíssima, além, é claro, daquela timbuca especial da roça, que foi levada na viagem. Desde que a pesca profissional e a ma­tança de peixes foram proibidas no Pantanal Sul, poucas turmas de Lafaiete tinham ido pescar na região e pouco se sabia de sua preservação e da quantidade de peixes fisgados. O efeito disso é que a turma de Lafaiete vi­veu emoções diversas, com a captura e soltu­ra de vários exemplares gigantes, resultado claro da preservação e da proibição da pesca predatória. É esse tipo de ação que deveria acontecer no rio São Francisco e em alguns de seus afluentes. Nos­so estado e os pesca­do­­res esportivo, com certeza, vão agradecer.

 



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Pesca, no dia 04/10/2019




Comente esta Coluna