Comunidade


Tratamentos para a infertilidade



A infertilidade ou a dificuldade de engravidar não é um problema muito fora do comum, já que as chances de um casal considerado fértil engravidar é de 25% por mês. Após um ano de tentativas o casal pode procurar um especialista que investigará as causas e indicará o tratamento mais adequado para o casal.

 

Alguns tratamentos já são conhecidos e outros nem tanto, mas que ainda despertam dúvidas sobre o procedimento e as diferenças de cada um. Conheça abaixo alguns deles!

 

FIV

 

A fertilização in vitro, mais conhecida como FIV, é o tratamento que produz os embriões no laboratório para que sejam colocados dentro do útero da paciente. A fertilização é feita com os óvulos e os espermatozoides do casal. Antes da fecundação é feito um tratamento através de medicamentos para estimular a produção de óvulos (conheça mais sobre o tratamento aqui).

 

Coito programado

 

Um dos tratamentos mais populares, o Coito Programado, consiste na preparação dos óvulos através de medicamentos que podem ser através de injeções ou via oral. Eles estimulam a produção dos óvulos e o casal é alertado sobre os melhores períodos para realizar o ato sexual.

 

Inseminação artificial

 

A inseminação artificial consiste na inseminação através de um pequeno cateter que é inserido dentro do útero contendo o sêmen. Durante alguns dias a mulher toma medicamento para estimular a produção de óvulos, enquanto que o sêmen é preparado horas antes do procedimento.

 

Ovodoação

 

Quando os tratamentos acima não obtêm o resultado esperado existe mais uma forma para que o casal consiga engravidar: através da ovodoação. Na verdade é uma doação de óvulos que uma mulher faz para a outra. De forma anônima o óvulo é fecundado com o sêmen do marido da através da FIV e após a formação do embrião é colocado no útero da paciente.

Por agência

Aline Matos

Assessora de Imprensa (Link Builder)





Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Rafaela Melo, no dia 31/05/2016


Comente esta Notícia