Comunidade


Pagamento do 13º da prefeitura será em dezembro e em parcela única



O prefeito de Conselheiro Lafaiete, Ivar de Almeida Cerqueira Neto (PSB) afirmou, nesta semana, que o pagamento do 13º salário será feito dentro do prazo permitido pela legislação.Havia uma previsão para que o pagamento da primeira parcela do benefício fosse efetuado junto com os vencimentos de setembro. Mas, não foi possível devido ao agravamento da crise econômica em âmbito nacional, que se refletiu na diminuição dos repasses de recursos estaduais e federais, como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O secretário municipal de Administração, José Célio Fonseca esclareceu que não há nenhum atraso, já que a prefeitura tem a opção de quitar o benefício em cota única até o dia 20 de dezembro, conforme determina a lei. “Estamos desde o início desta administração em dia com o pagamento do salário dos servidores e vamos quitar o 13º sem atraso”, afirmou.

Em defesa dos direitos do trabalhador,  Ivar reassumiu compromisso de priorizar o ser humano. “Se não tivéssemos trabalhado com organização, planejamento e responsabilidade com o dinheiro público a situação estaria pior. Porque nós fizemos a nossa parte, mas dependemos dos repasses do Estado e do Governo Federal; que em sua grande maioria não estão vindo. Quem trabalha precisa receber. O trabalhador precisa garantir o sustento de sua família”, concluiu o prefeito.

Impacto

Mais de R$ 15 milhões deverão ser pagos pela prefeitura de Lafaiete  aos servidores.Em um prazo de 40 dias contabilizando os salários de dezembro, o 13º e os salários de janeiro/2016.

“A prefeitura de Lafaiete é a maior empregadora da cidade. Tudo que é feito financeiramente lá, reflete em vários setores. Caso do 13º. Recebendo o benefício seguramente o funcionário investirá grande parte dele na própria cidade”, finaliza José Célio.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Rafaela Melo, no dia 10/10/2015


Comente esta Notícia