Política


Denúncia do Jornal CORREIO derruba secretário adjunto de Saúde



Após denúncia apresentada pelo Jornal CORREIO, o secretário adjunto de Saúde, Roberto Sant’Ana, foi exonerado do cargo. A saída ocorreu, há cerca de 25 dias, conforme informações de uma fonte que pediu para não ser identificada. Nos últimos meses, Roberto enfrentou, além das tradicionais críticas dirigidas ao setor de Saúde, a acusação de que daria aula no horário em que deveria estar à disposição da administração municipal. A denúncia embasou o pedido de instalação de uma Comissão Processante que poderia, em último caso, levar a cassação do prefeito Ivar de Almeida (PSB).

A apuração da suposta infração foi solicitada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Conselheiro Lafaiete, Valdiney Alves. Ele alega que, como chefe do Executivo, Ivar tinha conhecimento das funções exercidas por Roberto e ainda assim o nomeou para o cargo que não é cumulativo e, ainda que o fosse, não haveria, conforme Alves, compatibilidade de horários. Na denúncia o sindicalista sustenta que Roberto é servidor público estadual e ainda leciona em duas outras instituições particulares. “Mesmo diante disso, o prefeito vem concordando com o acúmulo dos cargos públicos e o recebimento de salários sem a dedicação integralmente ao cargo”, afirma Alves, reforçando que a ilegalidade está configurada, mesmo com a exoneração do adjunto.  

Ouvido pelo Jornal CORREIO, Roberto alega que o cargo não exige dedicação exclusiva, e sim, o cumprimento de 40 horas semanais: “As atividades não são exercidas apenas no horário de funcionamento da Secretaria Mu­ni­cipal de Saúde (7h às 18h), como também nos fins de semana e feriados”, sustenta.





Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Rafaela Melo, no dia 05/08/2015


Comente esta Notícia