Terça, 14 de Julho de 2020
Política


PMDB cogita lançar candidato a prefeito em 2016



Ao contrário de anos anteriores, em que o PMDB teve um papel coadjuvante, o partido pretende assumir seu protagonismo nas eleições municipais de 2016. O movimento da sigla vem a reboque do que acontece no cenário mineiro e nacional em que a legenda ganha musculatura política, ocupando cargos de destaque. O resultado dessa nova configuração deve ser o lançamento de uma candidatura própria para a disputa da Prefeitura de Lafaiete.A disposição em deixar pecha de vice ficou clara durante encontro de correligionários que demonstraram a intenção de que o partido apresente chapa completa para o próximo pleito. Segundo o vice-prefeito, Darci Tavares (PMDB), principal liderança política da sigla, há um alinhamento que, inevitavelmente, dará ao PMDB um papel preponderante no xadrez eleitoral. “Teremos chapas completas para as cadeiras em disputa no Legislativo e também no Executivo”, adianta Tavares, ressaltando que há conversas para que a legenda dispute a prefeitura de outras cidades. A orientação estadual do PMDB é de disputar as prefeituras de cidades com mais de 50 mil habitantes. A meta é saltar dos atuais 121 para 300, num universo de 853 municípios administrados pela sigla.Darci comenta que a sigla tem as presidências do Senado, com Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, com Eduardo Cunha, além de lugar de destaque no governo federal, com o vice-presidente Michel Temer e ainda possui cinco ministros. “Isso tem nos mostrado a importância do PMDB na nossa política e é chegado o momento de assumirmos nosso protagonismo”, afirma. Para alcançar o objetivo, o discurso é de “unificar a legenda” e chegar em 2016 sem rachas. “Queremos que nossos partidários participem da discussão e nos ajudem a fortalecer ainda mais o partido. Para isso é importante a participação de todos os filiados nos encontros”, diz Darci.A definição do PMDB cria mais uma alternativa e o partido pode surgir como a novidade para o próximo pleito municipal. Ainda assim, Darci não adiantou possíveis nomes que possam encabeçar uma possível chapa que enfrentaria antigos aliados. “Por enquanto, o que está bastante claro é que o PMDB estará forte, independente de quem seja o representante da sigla. Penso que temos grandes possibilidades. Iremos, agora, discutir internamente, durante o ano”, informa.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Rafaela Melo, no dia 07/05/2015


Comente esta Notícia