Assessor é preso, acusado de tentar matar vereador



Diante da recusa em pagar, Amarildo teria sacado uma arma de fogo e efetuado vários disparos contra Adeir, atingindo-o no tórax, rosto e coxa esquerda. Sandra Maria também teria sido agredida pelo acusado, recebendo socos e coronhadas na cabeça, causando luxações no ombro e escoriações. Sandra Maria teria informado, ainda, que o acusado estava ameaçando sua família devido a divergências passadas, anteriores à exoneração.

Após os disparos, o acusado teria fugido em um trem de carga da companhia Vale, com destino incerto, desembarcando na Mina Vargem Grande, na divisa de Nova Lima com Itabirito.  Quase 24h depois do crime, ele teria relatado o fato a um vigilante, que acionou a PM. Amarildo foi preso e levado para o 1° Distrito Policial do bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, sendo transferido logo depois para a Cadeia Pública de Congonhas, onde cumprirá prisão preventiva. Amarildo Soares será indiciado por tentativa de homicídio qualificada.

 

Após os disparos, o acusado teria fugido em um trem de carga da companhia Vale

Socorrido de helicóptero - Adeir dos Santos Silva foi removido para o hospital Bom Jesus, o onde foi atendido pelo dr. Vagner. Devido à gravidade dos ferimentos, a vítima foi encaminhada para o hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, em um helicóptero do Corpo de Bombeiros. De acordo com uma nota enviada pela assessoria de comunicação de Congonhas, assinada pelo coordenador médico da UTI do Hospital Mater Dei, Dr. Anselmo Dornas Moura,  Adeir foi  admitido na UTI do hospital com uma fratura de mandíbula que provocava  sangramento intenso. Para interrompê-lo, foi necessário realizar uma traqueostomia até fixação definitiva da mandíbula.  A vítima apresentou, também, um ferimento toracoabdominal com pneumotórax a direita, lesão de diafragma e fígado, ficando em observação rigorosa.  Apresentava, ainda, fratura complexa de braço direito, que após a estabilização do quadro clínico exigirá fixação cirúrgica. A vítima respirava sem ajuda de aparelhos.

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Arquivo, no dia 17/05/2010


Comente esta Notícia