ETE provoca martírio

O que deveria ser motivo de alegria acabou tornando-se um verdadeiro pesadelo para muitas famílias. A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do rio Bananeiras, instalada na zona norte da cidade – região da Barreira – era uma reivindicação antiga de ambientalistas e da própria população, preocupada com a preservação da bacia hidrográfica. Com a obra, muita gente comemorou o fim do lançamento deliberado de dejetos no rio. Entretanto, comunidades situadas das proximidades da ETE afirmam estar vivendo um martírio. O motivo: o mau cheiro vindo da estação. Nossa Reportagem ouviu alguns moradores.


Notícia enviada por Arquivo, no dia 14/05/2010




Comente esta Notícia

Galerias

Noite de homenagens em Lafaiete promovida pela agência de pesquisa RJSUL Comunicação (antiga CNPP)

Enquetes

Qual notícia chamou mais sua atenção?


Enquetes 2


No momento, não temos nenhuma enquete ativa.


Colunistas




EXPEDIENTE

DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORA: Juliana Monteiro REDATOR-ADJUNTO: Hugo Pacheco Jr. REPORTAGEM: Frances Santana / Rafaela Melo PAGINAÇÃO GRÁFICA: Daniel Vieira / Raquel Gonçalves PUBLICIDADE: Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Claudinei Rodrigo da Silva IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade / Clésio Peixoto / Juliana Monteiro