Quinta, 02 de Julho de 2020
Comunidade


Comitê reavalia e comércio de Lafaiete não terá Onda Amarela reaberta a partir de segunda



 

Depois de meses de expectativa, uma decisão tomada na tarde de terça-feira, dia 28, jogou um balde de água fria nos planos do comércio de Lafaiete. Por determinação do Comitê Extraordinário Covid-19, o início da Onda Amarela foi adiado em Lafaiete. Com isso, lojas de departamento e variedades, livros, papelaria, discos, revistas e vestuário não estarão de portas abertas, conforme anunciado. Datada da quinta-feira, 28 de maio, a deliberação n° 51 traz a reclassificação das fases de abertura das macrorregiões de saúde previstas no Plano Minas Consciente.

Lafaiete, assim como as outras 50 cidades que integram a macrorregião Centro-Sul, foram mantidas, até o dia 6 de junho, na Onda Branca, que inclui setores classificados como de baixo risco, como antiguidades e objetos de arte, armas e fogos de artifício, artigos esportivos e jogos eletrônicos, produtos agrícolas, plantas e floriculturas, móveis, tecidos e afins, formação de condutores e outras atividades acessórias. O documento não traz uma data para a progressão ou regressão de fase, o que torna impossível deduzir, no momento, se a cidade irá progredir para a onda Amarela a partir do dia 7, se será mantida na Branca  (baixo risco) ou regressará à verde (itens essenciais). A medida atrasa a liberação da onda Vermelha (alto risco), que também permanece sem previsão.

Entenda o caso

Apesar de ter tomado a cidade de surpresa, a  medida já era prevista. Dentro do que preconiza o programa Minas Consciente, a liberação de todos esses setores será revista – mantida, adiada ou até cancelada – caso o número de confirmações atinja índices de difícil controle e atendimento pelo setor e Saúde. Ao contrário da impressão que se pode haver a partir da liberação dessas atividades, de que a pandemia está chegando ao fim, o período de maior risco ainda está por vir: projeções feitas pela Secretaria de Estado de Saúde (SESMG) colocam o pico de contaminações no dia 19 de julho  - e só após a passagem desse período é que ocorreria uma estabilização seguida de uma queda gradativa dos casos. Então, nunca foi tão importante cumprir  o distanciamento social (sempre que possível) e estar atento a todas as medidas de prevenção.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 29/05/2020


Comente esta Notícia