Segunda, 06 de Julho de 2020
Política


Mários Marcus apresenta proposta para reabertura gradativa do comércio ao Comitê de enfrentamento do Covid-19



O governo municipal de Lafaiete, preocupado com a situação econômica do município, avalia formas para a retomada de atividades comerciais que se encontram paralisadas na cidade. Dessa forma, o prefeito Mário Marcus (DEM), encaminhou ao Comitê Extraordinário de Enfrentamento ao Covid-19 uma proposta de adesão, com algumas restrições, seguindo o Programa Minas Consciente, proposto pelo Governo do Estado, que definirá normas e protocolos para a reabertura gradativa do comércio de forma responsável, consciente e que não apresente risco à saúde da população.


Esta ação também está alinhada com os demais municípios da região que decidirão, em conjunto, a reabertura gradativa do comércio. Neste momento está sendo concluída as obras e ações que reforçarão a rede de saúde na cidade para garantir assistência médica adequada.  O Hospital de Campanha, estruturado no Hosítal São Camilo, tem previsão de funcionamento para a  próxima semana.


Reunião com Zema 


O prefeito de Lafaiete ainda esteve em reunião, por meio de videoconferência, com o Governador Romeu Zema, na manhã de terça-feira, 19 de maio. Mário Marcus expôs sua preocupação com o agravamento da crise econômica em Lafaiete, que tem grande dependência do comércio. Tendo isso em vista, foi discutida a retomada gradativa e responsável das atividades suspensas. 


A cidade foi incluída na onda verde do Programa Minas Consciente, que consiste em protocolos sanitários para que as prefeituras possam avaliar as condições de permitir ou não a retomada das atividades da economia em meio à pandemia. A proposta foi criada por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sede) e de Saúde (SES-MG) sugere a reabertura gradual de comércio, serviços e outros setores. Os protocolos são divididos em ondas, a qual Lafaiete foi inserida nas ondas verdes e branca. 

As ondas restringem o funcionamento das atividades econômicas, sendo permitida, na onda verde, apenas as atividades essenciais, como indústrias de alimentos, agropecuária, bancos, cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais, construção civil e afins, fábrica, energia, extração, produção, siderúrgica e afins, saúde, telecomunicação, comunicação e imprensa, transporte, veículos e correios, tratamento de água, esgoto e resíduos. Já na onda branca, são permitidas empresas nos setores de antiguidades e objetos de arte, armas e fogos de artifício, artigos esportivos e jogos eletrônicos, produtos agricolas, plantas e floriculturas, móveis, tecidos e afins, formação de condutores e outras atividades assessórias. Cabe ao governo municipal decidir quanto ao funcionamento.

Em decorrência dessas novas deliberações do Estado, com a criação do Programa Minas Consciente, e Lafaiete sendo inserida nas ondas verde e amarela, existe uma possibilidade de progressão para as próximas ondas, que liberam mais atividades num período de tempo mais curto. A administração municipal se posicionou favorável  quanto à progressão da retomada econômica, uma vez que Lafaiete está adimplente com a estruturação do sistema de saúde planejada para o enfrentamento da Covid-19, tendo efetividade na contenção da doença.


Para o Prefeito Mário Marcus esta adesão contribuirá muito para que as atividades retornem de maneira tranquila, porém alerta que a participação da população também será de extrema relevância e que devem seguir rigorosamente todas as normas e protocolos de convívio e de higiene preconizadas pelo setor de Saúde. 


O diálogo com os representantes das entidades do setor comercial, que tem sido mantido desde a suspensão das atividades, continuará sendo fundamental para o aprimoramento dos protocolos sanitários e esclarecimentos. 


Mário Marcus afirma que trabalha para  viabilizar a retomada das atividades e busca a estabilidade econômica da cidade, visando manter, ao mesmo tempo, o monitoramento dos índices da pandemia. Para isso, todas as decisões estão sendo tomadas no sentido de garantir a proteção à saúde e vida da população.

 

 

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 21/05/2020


Comente esta Notícia