Quinta, 02 de Julho de 2020
Comunidade


Pandemia faz demanda por cestas básicas crescer em CL



A crise financeira intensificada pelo avanço da pandemia tem mostrado sua face mais sombria – especialmente para quem está em situação mais vulnerável. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), cresceu a demanda por cestas básicas em Lafaiete. Desde a segunda quinzena de março, 457 cestas básicas e também kits de higiene foram entregues pela Secretaria às famílias que estão em situação de vulnerabilidade e risco social, e seguem por tempo indeterminado enquanto durar a pandemia.


Como a demanda é crescente, a Secretaria está buscando, dentro da disponibilidade financeira existente, realizar um aumento significativo na aquisição de cestas, além de estratégias com outros grupos e empresas de Lafaiete e região, como MRS, Cruz Vermelha e governo federal, para auxiliar nesse enfrentamento. Para esse benefício social, a Secretaria está prestando atendimentos remotamente, através das unidades de Cras e sede da Secretaria, prioritariamente por telefone, para evitar qualquer tipo de aglomerações.


Para os casos emergenciais, as equipes da Secretaria estão trabalhando em regime de revezamento, em atendimentos presenciais conforme endereços disponibilizados. “É muito importante que os usuários evitem procurar os atendimentos presenciais, neste período. Se possível, fique em casa e priorize as orientações através do telefone”, afirma a secretária de Desenvolvimento Social, Magna Cupertino,


Os usuários estão sendo cadastrados no banco de dados, através do sistema informatizado da SMDS, e serão selecionados amparados na Lei municipal 5.153/2009 e seguindo os seguintes critérios prioritários: beneficiários do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), cadastrados no CadÚnico, catadores de reciclados, ciganos e quilombolas.

Atenção aos idosos

Atualmente, o Centro de Referência do Idoso (CRI) possui 256 idosos cadastrados. A equipe do CRI, para amenizar as consequências do isolamento devido à pandemia da Covid-19, tem realizado atividades online para os usuários do setor, via grupo no aplicativo WhatsApp. O suporte remoto acontece diariamente, com a disponibilização de atividades e informações de acordo com a área de atuação de cada profissional.

População de rua

Entre as ações priorizadas pela prefeitura estão aquelas que atendem a população em situação de rua. Atualmente, em Lafaiete há cerca de 40 pessoas nessas condições, e para atendê-las, a Secretaria e as assistentes sociais do Serviço Especializado em Abordagem Social têm realizado frequentes intervenções nos pontos críticos da cidade. Nas abordagens, já foram emitidas passagens para aqueles que desejaram retornar à sua cidade. Para os que ficaram, foram ofertados o aluguel social temporário e emergencial, em regime de república, com atenção especial aos mais idosos.

Também existe articulação para um acompanhamento prioritário para os idosos em situação de rua, oferecendo aluguéis sociais para esse público de risco, de acordo com critérios preestabelecidos. “As abordagens visando à conscientização desses usuários continuam com os devidos encaminhamentos à rede socioassistencial para acesso aos benefícios e serviços sociais”, detalha a secretária de Desenvolvimento Social Magna Cupertino.

 

Clique na imagem para ampliar




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 19/05/2020


Comente esta Notícia