Esportes


Jovem atleta lafaietense já sonha em ter o ciclismo MTB como profissão

Com algumas competições no currículo, ele recebeu um prêmio em Itabirito de Atleta Destaque 2019, onde também conquistou o 1º lugar


Ele tem apenas 14 anos, mas já sabe que quer seguir carreira no esporte. João Paulo Rezende Ferraz está no 9º ano do Colégio Eli Marques e entrou no mundo das competições ciclistas em 2018. Sem patrocinador, contando com ajuda financeira somente dos pais e parcerias de descontos em algumas lojas da cidade, ele persiste no sonho de competir num campeonato mundial ou olímpico de MTB. Neste domingo, dia 8 de março, o jovem atleta participará da Copa Internacional de Mountain Bike, em Araxá, com circuito XCO, que possui poucos quilômetros a serem percorridos, mas diversos obstáculos.

O morador do bairro São Dimas conta os desafios que enfreta para praticar o esporte. Sua primeira competição, em 25 de novembro de 2018,  em Congonhas, foi marcada por muita chuva e frustração, mas nada que o fizesse desistir. “Comecei a andar de bicicleta há dois anos. Eu tinha uma bicicleta bem baratinha, eu ficava subindo e descendo os morros do São Dimas e fui pegando gosto no esporte. Vi que emagreci muito, ganhei preparo físico, gostei muito do esporte e disse para minha mãe que queria competir. Ela concordou, mesmo não acreditando muito. Entrei no site para fazer inscrição na competição, falei o valor pedido para competir, ela assustou, mas aceitou me ajudar. Foi minha primeira competição, não sabia o que eu estava fazendo, acabei estragando minha bicicleta, cheguei passando mal, não consegui completar o percurso porque não tinha experiência. A competição era de Mountain Bike, a bicicleta não era própria para o esporte. Mas eu não desisti”, conta.

Vendo o empenho do filho e percebendo que toda competição passava mal, a mãe de João Paulo, Cristiane Andrade de Rezende Araújo, decidiu investir no preparo físico do gsroto com um treinador e um nutrólogo para cuidar da alimentação. “Através das provas que ele fazia, mesmo com uma bike de entrada, ele teve bons resultados. Investimos um pouco mais, compramos uma bike melhor, intermediária, e percebemos que o resultado melhorou. Vimos que ele tinha talento e entramos com o nutrólogo, que é o Dr. Flávio Baêta e o preparador físico e treinador, que é o Thiago Oliveira, que ajuda ele demais. Isso melhorou muito os resultados”, conta a mãe orgulhosa. “As pessoas pensam que o nutricionista é só para ajudar a ficar magro, mas me ajudou muito no meu rendimento. Na segunda competição, que foi em Lagoa Dourada, eu não tinha treinador e fiquei em 11º lugar”, lembra João Paulo. “Quero levar o esporte como profissão. Sonho em participar de uma equipe grande, participar de um campeonato mundial ou olímpico”, diz.

Apesar dos dias chuvosos atrapalharem o treino, ele conta que está treinando para uma competição no dia 8 e explica um pouco sobre as categorias de Mountain Bike. “Estou seguindo o treino à risca. Treino mais em casa no rolo, que é um equipamento que usamos. Todos os dias de chuva tenho usado ele para não perder meu preparo físico. Logo quando chegar em Araxá, faço o reconhecimento de pista, que é o XCO, Cross country de maratona. No Mountain Bike tem as divisões, no meu caso faço XCM e XCO. O XCM é a maratona, onde sai de um ponto, faz percurso de 30 a 40 km e chega no mesmo lugar. O XCO é um percurso menor, de 5km, mais técnico, mais trilha, mais raiz para passar e torna mais difícil. Neste domingo, a prova é de XCO. Já notei que meu perfil não é de XCO, porque ele tem mais explosão, faço força o tempo todo. No XCM faço mais força em subida. Meu perfil é para escalador, eu subo melhor, se você me der uma prova que tem mais descida e mais reta, não vou tão bem, mas se for uma prova que tem mais reta e subida, eu vou bem melhor”, explica.

João Paulo faz parte da equipe Evo2Team Racing e tem o apoio da Import Bike, onde comprou a primeira bicicleta. “Eles me ajudam desde que comecei, incentivam todos os dias. Já temos amizade”, conta. O Maromba Shop é onde compra suplementos com desconto. A equipe também tem apoio da Sabor e Saúde, que são bolos integrais e da Freedom academia. ”Por enquanto não tenho patrocínio, mas em todos eles tenho desconto. Tenho uma bike intermediária, faz diferença uma bicicleta de 5 mil e de 10. Estou competindo com uma de 5, me saio bem com os equipamentos que tenho, com meu preparo, mas agora estou precisando de uma bike nova, uma mais leve, pra isso estou fazendo uma vakinha online, quem puder me ajudar pode acessar o link vaka.me/922471”, pede o jovem atleta. Quem quiser acompanhar e patrocinar o jovem, pode seguir nas redes sociais @jp_mtb_.

Serviço
Instagram: @jp_mtb_
Vaquinha Online: vaka.me/922471





Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 07/03/2020


Comente esta Notícia