Comunidade


Moradores questionam retirada de ponte do Real de Queluz



Moradores do Real Queluz questionaram a retirada de ponte da rua José Mendes, onde um morador, conhecido com Profeta, caiu e acabou se afogando: “Tem uma máquina aqui hoje [dia 14/2] retirando a ponte, mas ninguém nos responde o que vai acontecer depois”, afirmam.

Segundo a população, é preciso saber se a prefeitura pretende construir outra no local e quando será a obra: “Mesmo ela estando precária, ter essa ponte na rua é importante para nós, porque é nosso principal caminho. Sem ela, os moradores estão passando em cima do cano ou dentro do rio. Queremos um posicionamento da prefeitura”, pedem

Prefeitura responde

Em resposta ao ofício enviado pelo Jornal CORREIO, a prefeitura informou que: “Após uma vistoria realizada em 30/01/2020, pela Defesa Social e Secretaria Municipal de Obras, para análise das condições da ponte de madeira na rua José Mendes, no bairro Real de Queluz, a mesma foi interditada preventivamente, para evitar acidentes. A previsão era de uma reforma paliativa nos dias subsequentes, enquanto a aduela a ser instalada no local era licitada. No entanto, a população não respeitou a interdição e continuou a utilizar este caminho, inclusive agravando a situação arrancando tábuas da mesma.

Tendo em vista a proximidade do início das obras no local, o departamento decidiu pela retirada da ponte buscando resguardar a integridade física dos moradores, permitindo a sinalização adequada do local e seu preparo para realização da obra em substituição a ponte retirada.  O Departamento de Trânsito informa que, neste período, os moradores podem utilizar outra ponte que dá acesso direto à rua Francisco Lobo e foi reformada recentemente, recebendo uma passarela para pedestres”, escreveu.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 14/02/2020


Comente esta Notícia