Política


Câmara vai dobrar volume de emissão de RGs em fevereiro



A Câmara Municipal de Lafaiete voltou aos trabalhos na terça-feira, dia 4, com novas propostas em busca de seu protagonismo em um ano complicado politicamente, por causa das eleições municipais. Entre os temas espinhosos que serão debatidos estão a correção do salário dos servidores municipais e a reforma do teatro municipal Placidina de Queirós, propostas defendidas pelo atual presidente, vereador João Paulo Pé Quente (DEM).

Segundo ele, algumas iniciativas já começam a ser implantadas no início de fevereiro. Uma demanda antiga da comunidade era o aumento da confecção de carteiras de identidade, que vai passar das atuais 24 unidades por dia para um total de 48 - um aumento de 100%. “Essa medida vai beneficiar dezenas de pessoas, que viam no Legislativo o local ideal e de fácil acesso para tirar sua identidade. O aumento número de atendimentos beneficia muita gente que sempre bate às portas da Câmara", explicou um entusiasmado Pé Quente.

Sobre a reforma do teatro municipal, o vereador esclareceu que a prefeitura já sinalizou que vai revitalizar o prédio, considerado vital para a cultura da cidade. "O estado de abandono do teatro, que fica no prédio da Câmara, incomoda muita gente e é intenção nossa lutar por sua reforma. Por isso, comemoramos o sinal verde do prefeito Mário", disse João, que chegou a cogitar "pegar" o prédio para o Legislativo e bancar com recursos da Casa a sua reforma. "Não podemos deixar esse palco de tantas histórias funcionar desse jeito, bem em cima de nós", concluiu, prometendo resolver a questão salarial dos servidores até o carnaval.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 05/02/2020


Comente esta Notícia