Política


Lafaiete encerra 2019 com 27 obras concluídas



O ano de 2019 começou com perspectivas pouco otimistas. Com o ‘calote’ dado pelo estado em 2018 e pouca expectativa sobre a estabilização da situação financeira, as cidades faziam as contas e tentavam dar ‘nó em pingos d´água’ para driblar a falta de recursos. Em Lafaiete não foi diferente: o volume de repasses devido pelo estado se avolumava a cada dia, chegando a quase bater a casa dos R$ 50 milhões. E é exatamente por isso que encerrar o ano com quase 30 obras concluídas, outras em andamento ou licitadas e saldo positivo na geração de empregos foram pontos tão celebrados no balanço feito pelo prefeito Mário Marcus, que também comemora outro ponto positivo: salários e 13° em dia. Confira os principais pontos.

 R$ 47 milhões que fizeram falta

Em seu balanço, Mário Marcus resumiu 2019 como um ano de muitas lutas, mas de realizações. “Tivemos que enfrentar muitas dificuldades. Principalmente no início do ano, por causa da falta de repasses de recursos por parte do governo anterior do estado e do atual, no caso, o IPVA de janeiro. Deixamos de receber, só em 2019, R$ 5 milhões, e se consideramos o total não repassado no meu mandato, são R$ 47 milhões em recursos que nos fazem muita falta”, avalia. Com pouco dinheiro em caixa, foi preciso se desdobrar para chegar ao fim do ano em dia com os servidores municipais, com o salário de dezembro e 13º pagos. “Enfrentamos tudo com muita coragem, determinação e responsabilidade, valorizando as parcerias, a criatividade e aplicando de maneira responsável e eficiente os poucos recursos que temos para administrar. E assim conseguimos”, completa.

Obras concluídas e em fase final

Dentro desse cenário, foi a conclusão das obras um dos pontos que mais agradou ao chefe do Executivo:  “Dentro de um planejamento das Secretarias de Fazenda e de Administração, nós também avançamos com obras importantes. Entre elas, duas inauguradas no fim de dezembro: a segunda base da PM - importante para contribuir com a segurança da região central e do terminal rodoviário -  e a revitalização da praça Pimentel Duarte - que foi feita totalmente pela administração e com os recuperandos da Apac [Associação de Proteção e Assistência aos Condenados]”  (foto). 

De acordo com o prefeito, só em 2019, 27 obras foram entregues, com destaque para a criação de novas e ampliações de creches, duas unidades de PSF no São João, reforma do viaduto e Centro de Castração de Animais. “Há várias outras obras em andamento. Vamos iniciar o calçamento de 11 bairros e também estamos fazendo o alargamento e ligação da rua Marechal Floriano, uma obra que se arrasta há anos. Estamos fazendo a reforma da Policlínica, que deve ser concluída dentro de 90 dias, além da reforma do Pace, que é o posto de coleta de sangue, com previsão de inauguração entre fevereiro e março. Também trabalhamos para liberar o Distrito Industrial 2”, pontua.

Atração de empresas

O Distrito Industrial 2, aliás, é um dos projetos vistos com otimismo para 2020. “Já temos a aprovação do Meio Ambiente, com os licenciamentos ambientais, e estamos aprovando, na Secretaria de Planejamento, o projeto de parcelamento do solo. Acredito que, em fevereiro, vamos inaugurar e mandar para a Câmara a doação de alguns terrenos para algumas empresas que estão cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Econômico. E, com isso, permitiremos a construção e instalação de empresas que irão contribuir para a geração de emprego e a melhoria da arrecadação do município”, afirma. 

Esse distrito deve se somar a uma série de ações já iniciadas, que estão dando frutos: “Quando assumi a prefeitura de Lafaiete era assustador o grande número de desempregados na cidade e isso me preocupou muito. E me dispus, juntamente com meu vice-prefeito e toda a assessoria da prefeitura, a trabalhar pela geração de empregos. Procuramos, de certa forma, atrair novos negócios. Fizemos o Planejamento Estratégico do Desenvolvimento Econômico e criamos o Conselho de Desenvolvimento Econômico”, detalha. 

Outro passo foi dado no sentido de aproximar a cidade dos empreendedores e mostrar seu potencial: “Temos feito contatos permanentes com várias empresas da região. Visitei a sede da CSN, em São Paulo, a Scoff, em Murtinho, tenho conversado com as mineradoras da região, como a Gerdau, e estamos oferecendo a elas oportunidades no município, para que elas instalem atividades aqui na cidade. Temos as portas abertas e uma expectativa muito positiva em relação a investimentos em Lafaiete”.

A ideia é seguir a mesma linha de ação em 2020: “Lafaiete nunca viu tantos empreendimentos ao mesmo tempo se instalando na cidade, como é o caso de atacarejos e várias outras empresas de nome que se instalaram na cidade nestes últimos dois anos. Tanto que Lafaiete lidera a geração de empregos em toda a região. São dados positivos e vamos continuar lutando para conseguir ainda mais oportunidades de trabalho para os lafaietenses que ainda se encontram desempregados”, afirma. 

Eleições 2020

Quando perguntado sobre a possibilidade de uma reeleição, Mário Marcus preferiu não cravar nada, mas foi seguro ao dizer que sempre estará à disposição do povo de Lafaiete: “Sempre busquei contribuir com a cidade naquilo em que eu tinha condições. Fui secretário de Obras durante 8 anos e hoje o povo me confiou ser prefeito. Temos, ainda, mais 1 ano de mandato e vamos cumprir, se Deus quiser, até o último dia os compromissos, procurando corresponder à confiança que o povo depositou em nós. Estamos conseguindo obter - e ouvimos isso da população - resultados muito mais expressivos do que esperávamos diante do quadro em que recebemos o município, com muitas obras paralisadas, época de crise, poucos recursos. A resposta tem sido positiva”, pontua. 

A ideia é avaliar a reeleição, de maneira mais aberta, daqui a alguns meses: “Em relação ao futuro político, uma possível continuidade, acho um pouco cedo. Vamos avaliar mais para frente e, se o povo entender que nós merecemos uma oportunidade de dar uma nova contribuição, isso será analisado. Mas jamais seremos covardes de deixar de colaborar com Lafaiete se sentirmos que podemos contribuir para o progresso da cidade onde nasci e que amo. Quero ver ela progressista como todos nós desejamos”, situa. 

Expectativas para o novo ano 

Com uma visão otimista, como ele próprio gosta de classificar, Mário Marcus já traçou as metas para a cidade no próximo ano: “Apesar das dificuldades, sempre fui uma pessoa otimista e corajosa. Estou com o mesmo entusiasmo que assumi a prefeitura, há 3 anos. Já temos obras programadas, iniciadas e licitadas e, se Deus quiser, vamos avançar muito em 2020. Vamos entregar obras não só no centro da cidade, mas também nos bairros e as que beneficiam toda a cidade. Às vezes, a intervenção não está acontecendo em determinado bairro, mas quando se pensa em reforma da policlínica, um distrito Industrial ou um posto de coleta de sangue, vemos que são ações que beneficiam toda a população da cidade”, afirma.

O prefeito encerrou seu balanço desejando um próspero Ano Novo a todos. “Que essa união, confiança e otimismo que existem na cidade continuem em 2020. Vamos continuar caminhando unidos e na mesma direção, no mesmo sentimento de trabalho para a construção de uma Lafaiete que todos nós desejamos.  Um bom Ano Novo a todos! São os votos que faço, agradecendo pelo carinho que recebo em todos os lugares da cidade”, finaliza.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 04/01/2020


Comente esta Notícia