Política


Glaycon Franco formaliza pedido de reativação do transporte ferroviário de passageiros entre Lafaiete e BH



O deputado estadual Glaycon Franco (PV), por meio da Comissão Pró Ferrovias Mineiras da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), apresentou requerimento solicitando que sejam incluídos, nos estudos a serem realizados para o novo planejamento e expansão das ferrovias mineiras, a implantação do trem de passageiros ligando Belo Horizonte a Lafaiete por meio do Ramal Paraopeba. Na justificativa apresentada ao presidente da Comissão, Glaycon Franco observa como vice-líder do bloco “Minas Tem História” e referendado pela atuação preponderante que exerce em defesa dos interesses da região do Território de Desenvolvimento das Vertentes, que o Ramal Paraopeba já é utilizado para o transporte de cargas. Mas, anteriormente, era rota de tráfego do saudoso trem Vera Cruz, que levava e trazia passageiros sempre com uma considerável procura pelas viagens.
Além de fazer a ligação entre o município e a capital do estado, o Ramal Paraopeba dá acesso, após Conselheiro Lafaiete, à linha férrea que conduz a Barbacena e Juiz de Fora, oferecendo a possibilidade de se estender até a capital do Rio de Janeiro. Glaycon Franco sustenta que a reativação do trem de passageiros será de fundamental importância para a região das Vertentes e para o Estado de Minas Gerais. Conforme o deputado, sua implantação geraria impactos positivos para o desenvolvimento econômico mineiro e diminuiria sensivelmente o tráfego rodoviário pela caótica e perigosa BR-040. O Ramal Paraopeba parte de Belo Horizonte e atravessa os municípios de Ibirité, Sarzedo, Mário Campos, Brumadinho, Moeda, Belo Vale, Jeceaba e Congonhas até, finalmente, chegar a Lafaiete: “Como se pode ver, é uma região de grande potencial econômico e turístico, cortando cidades históricas como Congonhas e dando acesso a locais de vocação natural para o turismo, como o Museu do Inhotim, além de inúmeras outras atrações recreativas. É região que também conta com grandes empresas, o que provoca um grande deslocamento de pessoas para o trabalho; que poderiam usar o ramal como alternativa de transporte segura e de custo atrativo”, salienta Glaycon Franco em sua proposição. O requerimento de autoria do deputado estadual Glaycon Franco foi proposto e aprovado por unanimidade pela Comissão Pró Ferrovias Mineiras da Assembleia Legislativa, em reunião realizada na quarta-feira, 23 de outubro.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 31/10/2019


Comente esta Notícia