Esportes


A atleta Izabella vive o se vira nos trinta

Desde 2012, ela curte o esporte de forma apaixonante, pois encontrou na corrida um par que se tornou marido e treinador


Ela adora a prática de corridas e roda a região e parte do Brasil participando de provas, mas nos últimos tempos ela ‘tirou o pé’. Um novo trabalho - ela é corretora - mas se especializou em vistoria técnica de imóveis e teve seu tempo dedicado a treinamentos e provas reduzidos. Mesmo assim, Izabella Carrieri participou da Meia Marato­na Internacional de BH (21 km), em junho; do Iron Runnner, em Inho­tim (21 km), em julho; e, em agosto, da corrida da Boníssima (5 km) também em BH. “Saí da imobiliária e montei uma empresa de vistoria de imóveis. Então, tenho que ‘me virar nos 30’ para que tudo ande direitinho”, contou a atleta e empresária.
Mesmo tendo que conciliar o trabalho e seu dia a dia, Izabella nunca abriu mão do esporte. Já disputou handebol, futsal e vôlei nos Jogos do Interior de Minas (Jimi), faz natação, fez capoeira por 8 anos e, em breve, assim que os horários permitirem, fará jiu-jítsu. E as corridas? “Delas eu não abro mão. Sei da utilidade do esporte como lazer, o bem que faz a minha saúde e de correr não paro não”, pontua atleta e vistoriadora.
Mas aí você imagina que o dia dela está completo. Tá não. Além dis­so tudo, Carrieri está cursando o penúltimo ano e, no ano que vem, teremos mais uma professora de Educação Física formada. “Estou ter­minando o curso de Educação Física para atuar ainda mais no desenvolvimento de crianças e ado­les- centes no esporte”. Essa é a próxima missão de Izabella.
Mas há algo a acrescentar. Izabella conta com o apoio e o incentivo em casa. Patrick Meireles, de atleta de corridas virou marido e treinador. Eles se conheceram em uma corrida em 2012 e literalmente se apaixonaram pelo esporte e um pelo outro. Patrick é personal trainer e presta assessoria esportiva.
‘Aí é a fome com a vontade de comer’. “Como se vê, quando há boa vontade a ‘quarta-feira vira sábado’ e representar Lafaiete com o esporte, na minha opinião, é a melhor maneira de desenvolvermos cidadãos de bem”, enfatizou Carrieri. Esse é o nosso presente a nossa cidade e uma forma de incentivar a quem diz que não tem tempo de praticar uma atividade esportiva. (Amauri Machado)




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 29/10/2019


Comente esta Notícia