Região


Helvécio Ratton, Erasmo Carlos estão na programação do Mês de Aleijadinho no Museu de Congonhas



O Museu de Congonhas preparou um mês especial de atividades em homenagem ao nascimento, em 29 de agosto de 1730, do gênio, escultor e maior artista brasileiro de todos os tempos, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Na programação tem cinema, exposições, música e troca de experiências. 

“Congonhas, cidade onde Aleijadinho deixou sua obra-prima, celebra com muita arte e cultura o legado do grande mestre. A programação, eclética e variada, foi pensada para atrair a todos os públicos e movimentar a sede do Museu de Congonhas”, explica Sérgio Rodrigo Reis, diretor do Museu de Congonhas. 

Um dos destaques é o encontro entre o cineasta Helvécio Ratton e o escritor Carlos Herculano Lopes que, sob a mediação do jornalista João Paulo Cunha, falarão sobre o tema “Imagem e Palavra: Literatura Feita de Luz”, no dia 14 de agosto, às 16h. A ideia é promover um debate, mostrando como uma arte pode ser fecundada pela outra. Muitos filmes brasileiros baseados em livros não apenas fizeram história como foram importantes para incentivar a leitura. No evento, uma conversa sobre livro e adaptação para o cinema e TV, podendo problematizar a conhecida afirmação que defende que o livro é melhor que o filme, mostrando que não competem, mas se somam. A proposta é seguir também com uma conversa informal, abordando temas dessa relação e mostrando trechos de filmes. O bate-papo integra o projeto Museu de Congonhas - Programa Educativo Todas as Letras, que tem o patrocínio da Gerdau e apoio das secretarias de Educação de Congonhas e de Ouro Preto.

Duas exposições estão na agenda do "Mês do Aleijadinho". A primeira é uma individual de esculturas do artista Ricardo Carvão Levy, que marca os 40 anos de carreira do artista. Será aberta dia 20 de agosto, com amplo programa educativo e segue até final de outubro. A outra mostra é inédita e idealizada para celebrar a geminação entre Congonhas (Brasil) e Matosinhos (Portugal), cidades que cultuam a mesma devoção ao Senhor Bom Jesus. Durante as festividades portuguesas ao Bom Jesus, no último mês de junho, o fotógrafo lusitano Sérgio Jacques registrou os rituais, sobretudo o de ornamentação de flores naturais da Igreja em homenagem ao Santo no Norte de Portugal. As imagens serão exibidas pela primeira vez no Museu de Congonhas, instituição feita exatamente para difundir a fé e devoção por trás da construção do Santuário de Bom Jesus em Congonhas. 


Outro destaque é o bate-papo musical com o renomado cantor Erasmo Carlos, no dia 21 de agosto, às 20h, dentro do projeto “Poesia e Música no Museu de Congonhas”, ação que conta com patrocínio da CSN. Na ocasião, o fundador da Jovem Guarda vai contar curiosidades da carreira e cantar e reviver alguns de seus maiores sucessos. E o encerramento será no 28 de agosto, às 20h, com o show da cantora congonhense, Deise Lucci, cantando Vander Lee. 

Antônio Francisco Lisboa em Congonhas

Antônio Francisco Lisboa viveu em Congonhas no período de 1796 a 1805. Seu acervo na cidade é composto pelas 64 imagens esculpidas em cedro expostas nas capelas dos Passos da Paixão, seis relicários no interior da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e os 12 profetas talhados em pedra sabão, no adro da basílica. O artista também criou no município a portada da Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Esse legado proporcionou a Congonhas o título de Patrimônio Mundial, reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) em 1985.

Programação Mês de Aleijadinho - Agosto de 2019

14 de agosto, às 16h: Museu de Congonhas - Programa Educativo Todas as Letras - Convidados: Helvécio Ratón e Carlos Herculano Lopes. Mediação: João Paulo Cunha. Tema: “Imagem e Palavra: Literatura Feita de Luz”. Entrada gratuita.

16,17 e 18 de agosto - Etapa final da 24ª Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) Michelin

20 de agosto, às 14h - Abertura da exposição individual de Ricardo Carvão Levy. Entrada gratuita. 

21 de agosto, às 20h - Bate-papo musical com Erasmo Carlos - “Poesia e Música no Museu de Congonhas. Entrada: R$2,00.

28 de agosto, às 19h - Exposição Fotográfica "Senhor de Matosinhos em Portugal". Entrada gratuita. 

28 de agosto, às 20h - Deise Lucci canta Vander Lee (20h). Ingressos: R$2,00.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 06/08/2019


Comente esta Notícia