Comunidade


Tomate, feijão e batata ficam mais baratos e puxam queda da cesta básica

edução de 17,33% gerou uma economia média de R$68,14; saiba onde os alimentos custaram mais barato


Em maio, o lafaietense teve que desembolsar menos para adquirir o conjunto dos alimentos essenciais. O preço médio da cesta básica caiu 17,33%, o que representou uma economia de R$ 68,14 para o bolso do consumidor. O tomate, o feijão e a batata foram os itens que ficaram mais baratos, puxando a queda da cesta básica para R$ 325,10. Também em Belo Horizonte, o consumidor conseguiu pagar menos pela cesta básica. A cesta caiu 7,02%, passando a custar R$ 424,85, segundo pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Socioeconômico (Dieese).
Quando se compara os preços dos produtos básicos, observa-se que, entre 23 de abril e 24 de maio, apenas quatro produtos ficaram mais caros, enquanto nove registraram queda nos preços. Subiram a manteiga (5,74%), leite (2,52%), farinha de trigo (1,78%) e açúcar (0,60%). Por outro lado, tiveram quedas expressivas o tomate (-53,34%), feijão (-34,36%), batata (-26,37%) e banana (-21,21%). Também caíram os preços do café (-8,46%), arroz (-6,46%), óleo de soja (-4,76%), carne (-4,17%) e pão (-0,71%).
Para comprar esses alimentos básicos, o trabalhador lafaietense remunerado por um salário mínimo precisou cumprir, em maio, uma jornada de 71h40. Já o valor da cesta básica (R$ 325,10) em relação ao salário mínimo líquido (R$ 918,16, após o desconto da Previdência Social), foi de 35,41%, restando, então, R$ 593,06 para o pagamento de outras despesas.


A diferença entre o preço da cesta básica mais cara e a mais barata na cidade foi de 9,29%, o equivalente a R$ 28,87. No supermercado Brasil, os 13 itens essenciais custaram R$ 339,61, no supermercado BH, R$ 336,83, no supermercado Sales, R$ 321,40, no supermercado Epa, R$ 316,93, e no supermercado Azevedo, R$ 310,74.

Patrícia Fernanda da S. P. Vieira
Economista pela UFSJ
Mestre em Economia Aplicada pela UFV
patricia_ufsj@yahoo.com.br




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 04/07/2019


Comente esta Notícia