Região


Câmara derruba projeto que traria qualidade de vida para Casa Grande



No mês de abril, a prefeitura de Casa Grande encaminhou o projeto de lei 005/2019 à Câmara Municipal pleiteando autorização para que o município contraísse empréstimo junto à Caixa Econômica Federal, no âmbito do Programa FINISA (Financiamento à Infraestrutura) para realizar dezenas de obras nas áreas urbanas e rural do município, no valor de R$ 2 milhões. O FINISA, segundo a prefeitura, é uma linha de crédito que está sendo disponibilizada aos municípios brasileiros com população abaixo de vinte mil habitantes. Trata-se, de acordo com o executivo, de uma medida do governo federal para dar infraestrutura e qualidade de vida às cidades de pequeno porte, que não têm condição de executar esses projetos com recursos próprios, necessitando, portanto, de um amparo econômico.

No dia 4 de junho, a proposta entrou na pauta de votação do Legislativo, que acabou por rejeitá-la, mesmo com as explicações presenciais dos gerentes da Caixa Econômica Federal de Lafaiete. Na ocasião, os vereadores foram informados das condições do empréstimo, formas de pagamento, além de como, quando e onde os recursos seriam utilizados. Apesar do clamor popular para a aprovação da iniciativa, os vereadores de oposição ao atual prefeito, votaram contra o intento, rejeitando a proposta.

Para o prefeito Luiz Otávio Gonçalves (PMDB), a decisão da Câmara “fere de morte o futuro de Casa Grande” e escancara o fato da oposição não se preocupar com a qualidade de vida e nem tampouco com o bem-estar da comunidade. No total, cinco edis votaram contra a proposta e quatro a favor. José Reinaldo da Costa, Claudinei Vicente da Rocha (Nei), Alanderson José de Oliveira (Alan), Mario Vicente da Silva (Mauro Indes) e Vanderson José de Andrade decidiram que a prefeitura não deveria contrair o empréstimo, mesmo com a explicação da Caixa.  Por sua vez, Andreia Guilhermina Vieira da Conceição (Bilu), Fábio Júnior Gonçalves (Fabinho), Maurílio Paulino (Maurílio) e Tiago Arcênio de Oliveira disseram sim à iniciativa do executivo. O Jornal CORREIO enviou ofício à Câmara Municipal de Casa Grande, mas até o fechamento desta edição não havia recebido resposta.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 27/06/2019


Comente esta Notícia