Polícia


PM rebate denúncias de sexo na Marechal Floriano Peixoto



A criminalidade no São João (zona sul) e no São Sebastião (zona oeste) fez com que a vizinhança cobrasse mais policiamento. Em um dos maiores bairros de Lafaiete, o morador relatou uma série de roubos e tráfico de drogas, principalmente na Alexandrina de Queiroz e Monsenhor Barreto. Já bem próximo ao Centro, uma leitora ficou horrorizada ao presenciar a prática de sexo no meio da rua, na Marechal Floriano Peixoto. Em resposta, a Polícia Militar afirmou ter realizado, em apenas três meses, mais de 100 operações nas ruas citadas, além da abordagem a mais de 400 suspeitos. Segundo dados da Assessoria de Comunicação Organizacional do 31º Batalhão de Polícia Militar, especificamente nas ruas contidas na reportagem, os números de intervenções preventivas são expressivos: na Marechal Floriano Peixoto foram realizadas 94 operações e 373 abordagens a indivíduos em atitude suspeita, além de prisões e apreensões. Na Alexandrina Nogueira de Queiroz, foram 11 operações militares e 32 abordagens a suspeitos. E na Monsenhor Barreto, oito operações e 45 abordagens. O período analisado foi de julho a setembro de 2018.

Leia mais na edição impressa, que estará nas bancas a partir deste sábado, 11 de outubro



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 11/10/2018


Comente esta Notícia