Polícia


Operação Vendetta: polícia prende líder de quadrilha acusado de homicídio, tráfico e resgate de preso na Apac



Desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira, 9 de julho, uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar está acontecendo em Lafaiete. De acordo com informações da assessoria de imprensa,  o objetivo desta operação é o cumprimento de diversos mandados de busca e apreensão, resgatar a segurança de todos os moradores de Lafaiete e região, e mostrar mais uma vez o trabalho integrado das forças policiais.A Operação denominada "Vendetta", conta com o apoio  de 60 viaturas das Polícias Civil e Militar e aeronave da Polícia Civil.

Durante a operação já foram cumpridos 30 mandados de busca e apreensão e 25 mandados de prisão, sendo que alguns dos suspeitos presos tiveram a prisão decretada em mais de uma investigação, entre eles, líderes da organização criminosa em apuração.

Apreensão de armas

Até o momento, foram apreendidas (02)  duas armas de fogo e munições, (09) nove quilos de maconha, 200 (duzentas) pedras de crack, vários papelotes de cocaína, quantia em dinheiro, veículos, celulares, notebooks e documentos relacionados à prática de crimes.

Operação Vendetta

A operação denominada "Vendetta", se refere a ações motivadas por vingança envolvendo organização criminosa. A escolha do nome levou em consideração, o fato de que em alguns crimes praticados pela organização foram utilizadas máscaras do filme V de Vingança.

Há aproximadamente quatro meses, a Polícia Civil de Minas Gerais, iniciou investigações para apuração, inicialmente, de crimes de homicídios consumados e tentados, ocorridos entre os anos de 2017 e 2018, na cidade de Conselheiro Lafaiete e região, que tinham em comum a forma violenta de execução, com emprego de armas de fogo, que ocasionaram temor e insegurança na população.

Iniciadas as apurações foi constatada a existência de uma organização criminosa, cuja real extensão foi possível verificar com o avanço das investigações. A organização criminosa, inicialmente radicada no bairro São Dimas, identificada pelo acrônimo "SD", é liderada por dois irmãos já identificados, com atuação em toda a cidade e região, com envolvimento em, pelo menos, seis crimes de homicídios (consumados e tentados) e delitos contra o patrimônio, incluindo receptação de veículos roubados, com o objetivo de fomentar a atividade principal, o tráfico de entorpecentes, com o levantamento de valores para a compra de armas, drogas e outras necessidades do grupo.

A divisão informal de tarefas, típica de agrupamentos ilícitos, indica que os líderes da organização criminosa estão aliados com outras organizações criminosas atuantes em outras áreas da cidade e região, além do vínculo com organizações criminosas de outras regiões e estados, inclusive com indivíduos com conexões com o PCC, sendo que um deles teve a prisão decretada no curso da investigação.

Restou apurado que a principal motivação dos crimes contra a vida é a disputa por tráfico, proveniente de desavenças banais e a retaliação a possíveis testemunhas e delatores. Entre os crimes praticados pela organização criminosa, se encontram, pelo menos, quatro homicídios consumados e dois tentados.

A organização também está envolvida em resgate de um preso na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac)  de Lafaiete.

É importante ressaltar, a pronta resposta do Ministério Público e Poder Judiciário da comarca às demandas apresentadas pela Polícia Civil, o que contribuiu para o êxito das investigações.

Informações: Assessoria de comunicarão da Polícia Civil



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 09/07/2018


Comente esta Notícia