Saúde


Sete suplementos essenciais para quem pratica atividade física



Se você começou a treinar e deseja dar um up no seu desempenho durante os exercícios e potencializar os resultados, com certeza já pensou em fazer uso de suplementação. Esses produtos fornecidos pelo mercado são feitos com base em nutrientes requeridos pelo corpo, só que em uma concentração maior. Não substituem a alimentação e devem ser utilizados em conjunto com uma dieta equilibrada. O ideal é procurar um nutricionista para saber as doses necessárias e qual é o melhor para você, de acordo com seu perfil e organismo. Abaixo, listamos alguns dos mais queridinhos pelos frequentadores de academia.

1 ? BCAA

Esse suplemento é formado com a união de três aminoácidos: leucina, isoleucina e valina, essenciais para a formação de uma proteína. O produto é um dos mais utilizados pelos praticantes de atividades físicas e fornece energia durante exercícios prolongados. "Os resultados obtidos com o BCAA são manutenção da massa magra, aumento do anabolismo muscular, aumento do sistema imunitário e melhora na absorção de outros aminoácidos devido à secreção de insulina após o consumo", explica o nutricionista esportivo Diogo Círico.

2 ? Whey protein

O whey é composto pela proteína do soro do leite e tem grande aceitação por aqueles que treinam com frequência. Ele auxilia no ganho de massa muscular e na recuperação após a atividade física, além de ajudar na eliminação da gordura ruim e a substituir por massa magra. O suplemento conhecido como whey protein isolado é o mais indicado, já que é livre de gorduras e carboidratos. Deve ser consumido antes ou depois da atividade física em um horário específico, e não várias vezes por dia.

3 ? Creatina

Esse é para quem gosta de intensidade. A creatina aumenta a força muscular, proporcionando treinos mais intensos, ajuda no ganho de massa muscular e na recuperação das microlesões após a realização dos exercícios. Carne vermelha e peixe são boas fontes, mas a suplementação pode provocar um aumento de até 20% nas concentrações de creatina muscular.

4 ? L-carnitina

A principal função desse suplemento é transformar gorduras e carboidratos em energia. É formado pela união dos aminoácidos metionina e lisina. Estudos mostram que a L-carnitina está relacionada com aceleração da queima de gordura e maior resistência durante os treinos de alta intensidade.

5 ? Ômega 3

O ômega 3 é uma das formas que tem chamado mais atenção dos pesquisadores para auxiliar o corpo a se recuperar de atividades físicas intensas. A substância é uma família de ácidos graxos pertencentes à classe dos polinsaturados.

São três os componentes presentes nesse suplemento: ácido alfalinolênico (ALA), ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosa-hexaenoico (DHA). O ALA é encontrado apenas em alimentos vegetais como linhaça, borragem, nozes e canola. Já EPA e DHA estão presentes em alimentos de origem animal, como atum, anchova, carpa, arenque, salmão e sardinha. O suplemento combate o desgaste muscular, melhora o desempenho atlético, evita a inflamação do músculo, atua na liberação de insulina e aumenta o desempenho em altas temperaturas.

6 ? Termogênicos

Essa categoria de produtos é a queridinha por aqueles que querem queimar gordura. Estão nessa classificação a cafeína, canela, chá verde, entre outros produtos que aumentam a temperatura corporal. O que eles fazem, basicamente, é transformar calorias provenientes da gordura corporal e da alimentação em energia.

Para isso, essas substâncias aceleram o metabolismo e promovem uma maior queima de gordura ao longo do dia. Eles não são uma fórmula mágica para o emagrecimento ? precisam estar sincronizados com uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios. Eles também ajudam a reduzir o apetite e dão mais energia para a prática dos treinos. Assim como qualquer outro produto suplementar, você deve consultar um nutricionista antes de fazer uso dos termogênicos.

7 ? Glutamina

Esse é um dos aminoácidos mais abundantes no nosso corpo, sendo sintetizado a partir do código genético e, portanto, é classificado como não-essencial (ou seja, produzido pelo nosso próprio organismo e não proveniente de fontes externas). Ela participa do crescimento muscular por meio da estimulação da síntese de proteínas, além de ser fonte de energia para o sistema imunológico. Apesar do corpo já produzir o nutriente, para os atletas de atividades físicas de alta intensidade, a suplementação é importante, porque a demanda de glutamina para os músculos nessas condições é mais alta do que o corpo é capaz de produzir.





Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 20/06/2018


Comente esta Notícia