Jovem que teria fornecido a droga supostamente usada pelo casal foi preso por tráfico


Nova droga pode ter matado dois jovens em Lafaiete



Uma droga nova, com baixo histórico de circulação na cidade, pode ter feito duas vítimas fatais em Lafaiete. Segundo o Boletim de Ocorrência, a presença da polícia foi solicitada em um apartamento da rua Agenor Peixoto, Rochedo, às 13h05 do domingo, dia 15. No local, foram encontrados os corpos de um homem de 20 anos, natural de Belo Horizonte, e de uma mulher, também de 20 anos, lafaietense. João Pedro e Rúbia Silva já estavam sem os sinais vitais, sobre um colchão, dentro de um dos quartos do apartamento.

Havia, por toda parte, um forte odor de maconha, além de resquícios de drogas, cachimbos e utensílios utilizados para o consumo de drogas. Outros dois homens estavam no apartamento, e um deles, de 21 anos, informou que o jovem falecido morava no local. Aos militares, o rapaz contou que, no dia anterior, havia seis pessoas no apartamento e que ele havia bebido e consumido substância ilícita junto com rapaz. Por volta das 10h30 do dia seguinte, ao ser acordado por um desconhecidos, percebeu que ambas as vítimas não estavam muito bem de saúde. A jovem apresentava temperatura baixa e roxidão nos lábios e nas mãos. Ele, então, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Ainda segundo a PM, o rapaz contou que eles tinham consumido maconha, de sua propriedade e que as vítimas teriam consumido, ainda, uma droga conhecida como mescalina (pó branco armazenado em uma cápsula verde), que ele tinha oferecido às vítimas. Diante dos fatos, o jovem recebeu voz de prisão em flagrante delito ao cidadão (21 anos) pelo crime de tráfico de drogas, por ter fornecido a droga mescalina para as vítimas.

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 16/04/2018


Comente esta Notícia