Política


Leitor cobra esclarecimento sobre uso do carro oficial, mas Câmara não passa informações



Um leitor entrou em contato com a redação questionando os critérios para o uso do carro oficial da Câmara Municipal. Ele lembrou que a Prefeitura de Conselheiro Lafaiete colocou à disposição dos edis e convidados um ônibus para o evento no Palácio da Li­berdade para o encontro com o governador Fernando Pimentel (PT), onde foi realizada a devolução do terreno da Companhia de Ha­bitação de Minas Gerais (Cohab).

"Apesar disso, os edis não aceitaram o transporte oferecido pela prefeitura e utilizaram o carro oficial da Câmara, o que significa gasto com combustível e motorista. Para piorar, sem informações sobre o evento, se direcionaram a Cidade Administrativa e perderam o evento", afirma.

O leitor ainda denuncia o uso do carro oficial da Câmara para o que chama de "compromissos no mínimo duvidosos". Diante disso e do direito ao acesso à informação, ele solicita informações sobre a utilização do veículo oficial pelos vereadores, durante o ano de 2017, bem como os eventos que justificaram a utilização do carro. As informações foram solicitadas no dia de 28 fevereiro pelo Jornal CORREIO.     

 

O Jornal CORREIO enviou um ofício à Câmara de Conselheiro Lafaiete, mas até o fechamento desta matéria, não havia obtido resposta.




Comente esta Notícia