Opinião


Ordem no caos



Até pouco tempo, bastava um giro pela cidade para constatar que Lafaiete enfrentava uma situação de caos urbano e desrespeito generalizado às leis. Isso muito devido à falta de fiscalização dos infratores e criminosos, que saíam impunes de condutas reprováveis. Tal situação vem mudando nas últimas semanas, com o trabalho ostensivo da Polícia Militar, que está de comandante novo.
A mudança de ambiente fica bem clara na matéria publicada na página 43 desta edição. Nela, é possível ver que a força da lei começou a pôr fim à bagunça generalizada que aterrorizava muitos moradores e os impedia de dar uma volta na cidade, com medo do que poderia acontecer.
No caso da avenida, alvo das maiores reclamações devido ao uso de drogas, a Polícia Militar está atuando de forma a marcar presença e inibir crimes. Todos os domingos, os militares têm ocupado a prefeito Telésforo Cândido de Resende para acabar com os crimes que vinham ocorrendo na via. Uso e tráfico de drogas, consumo de álcool por menores de idade, som alto, além de pessoas armadas, já causavam prejuízos aos proprietários de bares e restaurantes, por afugentar os clientes de um dos principais atrativos da cidade no fim de semana.
Desejamos que a intenção e a ação coordenada pelo comandante da 61º Cia, capitão Saulo Henrique de Paula, de diminuir a incidência de crimes no local seja uma constante da corporação. Como o próprio comandante diz, 'é preciso trazer a ordem pública ao local, que havia sido quebrada'. A importância da presença policial pode ser medida pela ação de domingo, dia 4 de março. Na oportunidade, um sujeito foi flagrado portando 10 balas de ecstasy. Ação essa que o Jornal CORREIO louva, uma vez que a Polícia Militar está colocando ordem na casa. 
Além da avenida, o policiamento que é visto nas ruas aumenta a sensação de segurança do cidadão e é outra iniciativa da Polícia Militar que precisa se manter constante.   


Escrito por Redação, no dia 15/03/2018