Saúde


Lafaiete já tem 23 casos prováveis de dengue



Metade das cidades da região já registraram casos prováveis de dengue em 2018. Segundo o informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) na segunda-feira, dia 26, já há 39 casos prováveis espalhados por nove das 19 cidades do Alto Paraopeba. Lafaiete possui o maior número de registros: são 18 ? apenas cinco a menos do que o registrado em todo ano de 2017. Logo depois, vêm Carandaí e Jeceaba (5 casos cada) e Congonhas (4). Há dois casos prováveis em Caranaíba e outros dois em Piranga. Entre Rios de Minas e Santana dos Montes aparecem na lista com um caso cada. Não há registros de casos prováveis da doença em Capela Nova, Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Cristiano Otoni, Itaverava, Lamim, Queluzito, Rio Espera, São Brás do Suaçuí e Senhora de Oliveira.

A doença tem sido monitorada de perto pelo Setor de Combate a Endemias da Secretaria Municipal de Saúde. No mais recente Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegpyti (LIRAa) realizado no município, foi apurado o índice 0,2%, considerado baixo pelo setor. No entanto, é preciso que a população continue tomando cuidado: "Apesar do baixo índice, foram encontrados diversos focos positivos do mosquito nos bairros Santa Cruz, Jardim América, Santa Matilde, Rosário, Carijós e São Dimas. A maioria em residências, em locais que poderiam ter sido evitados, como pneus, caixas d'água e vasos de plantas", explica o coordenador do setor, José Elias de Souza.

Ainda de acordo com José Elias, o trabalho dos agentes tem sido de fundamental importância para a manutenção do baixo índice, mas é preciso que a população também contribua. "Cada um deve fazer a sua parte, recebendo os agentes em suas casas e seguindo rigorosamente as orientações do setor de saúde, não deixando recipientes que possam acumular água se tornarem um criadouro do mosquito transmissor da dengue, chikungunya, vírus zika e febre amarela na área urbana", completa. Ainda não há vacina contra a dengue disponível na rede pública.

 

Situação em Minas

De acordo com o boletim da SES, em Minas Gerais, até o dia 26/02, foram registrados 5.556 casos prováveis de dengue. Em todo 2017 foram 27.145. Até o momento, há sete óbitos em investigação para dengue, em 2018. Em 2017, foram confirmados 16 óbitos por dengue. Não existe uma faixa etária predominante; a mediana de idade foi de 60,6 anos (3 a 93 anos).



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 07/03/2018


Comente esta Notícia