Comunidade


Chuva e asfalto antigo comprometem operação tapa-buracos



Causou repercussão em toda a cidade a atitude tomada por instrutores do Centro de Formação de Condutores Resende, divulgada na última edição do Jornal CORREIO. Preocupados com o desempenho dos alunos nos testes de direção, os instrutores Maria Rezende e Fernando Aparecido de Rezende literalmente colocaram 'a mão na massa' e tamparam buracos na área onde são feitas as balizas, na rua Vereador Leo Franco. A atitude foi levada ao conhecimento da Secretaria de Obras e Meio Ambiente, que garantiu ter realizado uma operação tapa-buracos no entorno do bairro Rochedo (região sudeste) há cerca de duas semanas, mas apontou o período de chuvas como principal agravante para a situação.

De acordo com o responsável pela pasta, o secretário de Obras, Marcelo Magno Sana Moreira Neves, as operações tapa-buracos são realizadas mensalmente. "Normal­mente, essa frequência é suficiente para atender às necessidades. Mas em períodos chuvosos, há uma deterioração mais rápida dos pavimentos, resultando no surgimento de buracos com mais frequência. Com o término da estação chuvosa, o problema irá diminuir", analisa.

Leia mais na edição impressa, que estará nas bancas a partir deste sábado, dia 24 de fevereiro



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 23/02/2018


Comente esta Notícia