Esportes

Campeonato de Futsal começa nesta terça-feira

Vinte e uma equipes disputarãoos dois títulos, no masculino e feminino; jogos serão no Carijós

Começa nesta terça-feira, dia 20, o Cam­peonato de Futsal da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel). Todas as partidas serão disputadas no ginásio do Clube Carijós, no masculino e feminino. A arbitragem e a premiação serão custeadas pela Semel. Já as equipes custearão o aluguel da quadra do Carijós, visto que o município não tem um ginásio em condições de receber a disputa. O poliesportivo municipal continua interditado.

Futsal feminino

Seis equipes da cidade e região estão inscritas no certame. A disputa para elas começa às 20h da quinta-feira, dia 22. Futgirls e Meia Boca farão a abertura. Já no sábado, dia 24, serão dois jogos. Às 14h, tem União Panteras x Via 800. A seguir, estreiam As Marrentas enfrentando a Se­leção de Congonhas. As quatro melhores se enfrentam na semifinal, no dia 17 de março: 1ª x 4ª e 2ª x 3ª. As duas equipes finalistas decidirão o título no dia 24.

Futsal Masculino

Vinte equipes se inscreveram, algumas após o horário, o que gerou uma lista de espera. As dezesseis primeiras, que se inscreveram dentro do prazo determinado, até o dia 9, foram dividias em quatro chaves, com quatro equipes em cada.

A rodada de abertura do masculino marca três jogos para a terça-feira, dia 20, a partir das 19h. O 'pontapé inicial' será com Torino e Guarany e, a seguir, tem Mino­tauros x Chelsea, ambos pela chave A, Fe­chando com Capela Nova x Via Stones, às 21h, pela chave B.

No dia 21, ainda pela chave B, jogam América x Sergipe, às 19h. A seguir, tem dois jogos pela chave: VPB x PVN e Pelada x Bela Vista.

No dia 22, às 19h, jogam Real Madruga x Queluzito. Às 20h, marca a estreia das 'meninas' com Futgirls x Meia Boca. A seguir, tem Rosário Central x Bayern de Mulekes, completando as estreias dos 'boys'.

Na sequência, os jogos acontecerão nos dias 24, 27 e 28 de fevereiro, 1º, 3, 6, 7, 8, 10, 17 e 24 de março, quando serão conhecidos os campeões.

Carência que se arrasta

A realização das competições de futsal traz à luz a deficiência da cidade em sediar uma disputa, quando se precisa de um gi­násio que ofereça segurança e que seja co­berto. O poliesportivo municipal carece, há anos, de uma reforma. Depois do incêndio, ocorrido em 17 de fevereiro de 2010, ? uma Quarta-feira de Cinzas -  o poliesportivo perdeu sua condição de sediar eventos. As administrações passaram e nenhuma dedicou esforços para a solução do problema. O que foi construído em uma das gestões do ex-prefeito Vicente Faria para abrigar o esporte especializado tem servido, nos últimos anos, apenas como depósito, biblioteca e para os treinamentos de algumas equipes representantes da cidade. O espaço não atende às exigências mínimas para a liberação do AVCB pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com informação passada pelo prefeito Mário Marcus, a reforma do 'poli' está sendo licitada. De acordo com o próprio comandante municipal, dito em recente reunião com os vereadores, a passagem por este período de licitações, por motivos dos mais diversos, às vezes, demora. O problema é que Lafaiete está sem um 'palco' para o especializado há um bom tempo e a necessidade era para ontem.

Uma informação do coordenador Bruno Santiago (foto 1), da Semel, dá conta de que dois 'miniginásios', que seriam quadras cobertas com melhor estrutura, foram pleiteados e já estão em fase adiantada de liberação da verba pelo governo federal. E outra informação importante é que o CEUs ? Centro de Artes e Esportes Unificados, situado na rua Ito Alves, no bairro Rochedo, será finalmente finalizado e entregue à população. "Estamos ansiosos. O CEUs teve sua inauguração anunciada em agosto de 2015, co­mo última promessa da prefeitura", destacou uma ouvinte, em entrevista à Rádio Cidade 98 FM.

Já sobre o Estádio Municipal, iniciado há quase duas décadas, o prefeito Mário Marcus informou no balanço do primeiro ano de sua gestão, em dezembro de 2017, que entregará a obra para uso oficial do futebol da cidade ainda nesta temporada (Amauri Machado).


Notícia enviada por Redao, no dia 20/02/2018




Comente esta Notícia

Galerias

Recordar é viver: no mês em que comemora seu aniversário, a cidade conta um pouco de sua história de vila colonial à cidade do século XXI.

Enquetes

Qual notícia chamou mais sua atenção?


Enquetes 2


No momento, não temos nenhuma enquete ativa.


Colunistas




EXPEDIENTE

DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORA: Juliana Monteiro REDATOR-ADJUNTO: Hugo Pacheco Jr. REPORTAGEM: Frances Santana / Rafaela Melo PAGINAÇÃO GRÁFICA: Daniel Vieira / Raquel Gonçalves PUBLICIDADE: Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Claudinei Rodrigo da Silva IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade / Clésio Peixoto / Juliana Monteiro