Região


Comando da PM de Minas esclarece mudanças em Congonhas e prefeito anuncia implantação do Olho Vivo



O coronel Helbert Figueiró de Lourdes (foto), comandante Geral da Polícia Militar em Minas, realizou uma audiência na quinta-feira, dia 11, em Belo Horizonte. O motivo do encontro foi a necessidade de esclarecimentos sobre a mudança da 9ª Companhia Independente, de Congonhas, em 37ª Cia Especial, que volta a ser subordinado ao 31º Batalhão, de Conselheiro Lafaiete, já que havia preocupação com possíveis diminuição do efetivo policial e utilização fora de Congonhas da frota da PM na cidade. Mas o Comandante tranquilizou as autoridades congonhenses.

 

Segundo Helbert Figueiró, a intenção da mudança é exatamente aumentar o efetivo, direcionando o pessoal do administrativo para o trabalho de rua. Ele informou ainda, que a PM está preparando um concurso público com o mesmo propósito. Com relação à frota, o comandante geral da PM em Minas informou que os veículos do Quartel de Congonhas permanecerão na cidade e a serviço dela. A Prefeitura havia doado dois veículos e a Justiça, o Ministério Público e o Conselho Municipal de Segurança Pública, outros três à PM local. O comandante também afirmou que o major PM Sandro José Tavares, que substituiu o major Jardel Eduardo, foi escolhido diretamente por ele para desenvolver em Congonhas as atividades necessárias.

O prefeito de Congonhas, José de Freitas Cordeiro, Zelinho, assegura que saiu do encontro satisfeito. "Esperamos agora, que os policiais possam ter condições de trabalho para garantir a segurança da nossa cidade. Estamos observando muitos roubos, principalmente porque ficamos perto de uma rodovia que facilita a fuga. O coronel Helbert Figueiró ficou feliz ao ser informado de que estamos realizando o processo seletivo para implantar em Congonhas o Olho Vivo. Este sistema de monitoramento será instalado em todo o patrimônio histórico, no Centro e na entrada da cidade, para inibir a ação de infratores. Temos uma boa relação com a PM. Além disso, investimos em torno de R$ 500 mil por ano em segurança pública, para serem utilizados em gasolina, manutenção da frota e outros serviços. Como exemplo, acabamos de asfaltar o pátio do quartel. Poucas cidades, onde tem comando da PM, conseguem estabelecer uma parceria dessas com o município. Esperamos que esta parceria possa continuar", afirma o prefeito.

Participaram do encontro, o prefeito Zelinho, a juíza da Comarca de Congonhas, Flávia Generoso de Mattos, o promotor Dr. Vinícius Alcântara Galvão, o secretário municipal de Gestão Urbana, Sandro Cordeiro, e o assessor especial José Pedro Miranda.

 



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 19/01/2018


Comente esta Notícia