Saúde

Região trata mais de 300 casos de HIV

Saúde

Se você já teve relações sexuais desprotegidas, compartilhou seringas ou possui qualquer dúvida sobre ter contraído uma doença sexualmente transmissível, você não deve mais esperar para saber. Segundo a coordenadora da Centro de Promoção da Saúde, a enfermeira Alésia Fernandes, ainda é grande o número de pessoas que procuram por diagnóstico e tratamento para Aids/HIV tardiamente, já em fase de infecção crônica e com infecções oportunistas associadas. "O HIV/Aids é uma doença que ainda não tem cura, mas pode ser tratada. O acesso ao diagnóstico precoce é fator determinante para melhor resposta ao tratamento, que está disponível pelo SUS e com total sigilo. O Centro de Promoção da Saúde é a referência no tratamento HIV/Aids e Hepatites Virais da região da saúde de Conselheiro Lafaiete/Congonhas.  Atendemos 18 municípios", acrescenta.

Atualmente, 309 pessoas da região encontram-se em tratamento no Centro de Promoção da Saúde. A maior prevalência é pacientes do sexo masculino, na faixa etária de 20 a 34 anos. "Mundialmente, a infecção pelo HIV praticamente já se igualou entre homens e mulheres. No Brasil, ainda existem mais homens contaminados. A orientação é que todos os usuários que suspeitarem que estejam contaminados pelo vírus do HIV, que realizaram relação sexual desprotegida, que tiveram rompimento de preservativo ou que tiveram contato com sangue ou secreção potencialmente contaminado devem procurar a unidade de Estratégia Saúde da Família do seu bairro ou agendar o teste rápido. A realização dos testes são gratuitos e sigilosos", orienta Alésia Fernandes.

É importante lembrar que o HIV pode ser transmitido por relações sexuais desprotegidas (sem o uso de preservativos) anais, vaginais e orais, pelo compartilhamento de agulhas e seringas contaminadas, de mãe para o filho durante a gestação, o parto e a amamentação e pela transfusão de sangue. "Usar camisinha ainda é a melhor opção para prevenir a Aids e também as infecções sexualmente transmissíveis. As Unidades de Saúde distribuem preservativos de graça. Pegue o seu e se tiver dúvidas, faça o teste", reforça.

Diagnóstico e tratamento

Uma das maneiras de fazer esse diagnóstico é o teste rápido. Distribuídos gratuitamente para os serviços de saúde da rede pública, os testes rápidos englobam o diagnóstico e triagem sorológica para as doenças HIV, hepatites virais b e c e sífilis. "É um teste sorológico, que deve ser feito respeitando a janela imunológica de 30 dias. A orientação é que eles sejam realizados sempre que houver risco ou suspeita de contaminação pela doença", detalha. O resultado negativo, no entanto, não afasta o risco de contaminação pelo HIV. "Sempre que houver suspeita da infecção, uma nova testagem deverá ser realizada. O resultado é liberado em até 30 minutos", explica.

Quando o usuário é diagnosticado com HIV, ele recebe gratuitamente um acompanhamento multidisciplinar, que envolve enfermagem, nutrição e dietética, assistência farmacêutica, psicológica, odontológica, de assistência social, educador físico e médica da equipe do Centro de Promoção da Saúde. "A importância do tratamento do HIV realizado de forma regular com os antirretrovirais é diminuir a transmissibilidade da doença, proporcionar maior qualidade e expectativa de vida e evitar o desenvolvimento da Aids", orienta.

Mobilização mundial

Em Lafaiete, o Centro de Testagem e Acon­se­lha­mento (CTA) do Centro de Promoção da Saú­de realiza um trabalho constante de conscientização para prevenção e tratamento. Uma das ações mais recentes foi realizada no dia 1° de dezembro, na praça da Rodoviária. A ação, promovida como parte da programação da Luta Mundial Contra a Aids, contou com a presença dos profissionais do CTA com apoio da Polícia Militar. Na oportunidade, foram distribuídos gratuitamente preservativos masculinos, femininos, gel lubrificantes e folders educativos. Mais de 200 pessoas aproveitaram a oportunidade para realizar testes rápidos para o HIV, sífilis e hepatites virais B e C. Foram diagnosticados, somente, casos de sífilis reagentes.

 

Serviço

Centro de Promoção da Saúde

Avenida Dom Pedro II, 190, São Sebastião.

Telefone: 3769-9054.


Notícia enviada por Redao, no dia 03/01/2018




Comente esta Notícia

Galerias

Noite de homenagens em Lafaiete promovida pela agência de pesquisa RJSUL Comunicação (antiga CNPP)

Enquetes

Qual notícia chamou mais sua atenção?


Enquetes 2


No momento, não temos nenhuma enquete ativa.


Colunistas




EXPEDIENTE

DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORA: Juliana Monteiro REDATOR-ADJUNTO: Hugo Pacheco Jr. REPORTAGEM: Frances Santana / Rafaela Melo PAGINAÇÃO GRÁFICA: Daniel Vieira / Raquel Gonçalves PUBLICIDADE: Mara Rúbia de Oliveira Silva / Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Valdiney Rodrigo Vieira Rodrigues IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade / Clésio Peixoto / Juliana Monteiro