Comunidade

Músico congonhense estreia no Minas ao Luar em Patos de Minas

Nascido em Congonhas, o violeiro Cleiber Tarcísio é uma das atrações do Minas ao Luar, e se apresenta em Patos de Minas na sexta-feira, dia 11. Essa é a primeira vez que o músico se apresenta no projeto, realizado pelo Sesc-MG, com apoio da Globo Minas e dos municípios. Músico profissional há 6 anos, com uma carreira consolidada em Congonhas e região, Cleiber Tarcísio Clodomiro Paula já participou de grandes eventos de sua cidade, como Festival da Quitanda, Fes­tival de Inverno, entre outros. Para o músico, o projeto Minas ao Luar, que abrange além de seresta outros estilos musicais, é uma ótima oportunidade não só para o público apreciar, como também para o artista trabalhar com uma estrutura de ponta.

O cantor, violeiro, e também compositor, contou à nossa Reportagem que desde criança sempre gostou de música e que não se vê feliz e realizado em outra profissão. Participar do Minas ao Luar traz ao músico mui­ta satisfação e orgulho de seu ofício. "Apresentar neste evento representa o reconhecimento desse projeto Música Caipira Brasileira que vem sendo aprimorado ao longo de alguns anos. Mi­nha expectativa é de uma noite agra­­dável na qual o público se sinta à vontade. Preparamos com muito carinho o repertório que representa bem a música caipira brasileira, com clássicos pantaneiros e outros conhecidos na voz do nosso saudoso cineasta Amá­cio Mazzaropi e referências do Congado e Folia de Reis", relata.

Para o músico, artistas como Al­mir Sater e Renato Teixeira, entre ou­tros, são responsáveis pela consolidação da música de raiz na cultura brasileira, não permitindo que o estilo seja esquecido pelas gerações atuais e futuras. Com entusiasmo, Cleiber se sente otimista mesmo com todas as adversidades que existem nessa área. "O campo de trabalho está favorável. As dificuldades enfrentadas são as de qualquer área profissional, como a con­corrência e a atual situação financeira do país", conta, acrescentando que já gravou um CD, Casinha, que nele compôs uma música, em parceria com sua esposa, também sua produtora, e com o amigo Zezinho Freitas.


Notícia enviada por Rafaela Melo, no dia 11/08/2017




Comente esta Notícia

Galerias

Família Meireles se dedica a manter tradição viva e não deixar silenciar o som das Violas de Queluz

Enquetes

Qual notícia chamou mais sua atenção?


Enquetes 2


No momento, não temos nenhuma enquete ativa.


Colunistas




EXPEDIENTE

DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORA: Juliana Monteiro REDATOR-ADJUNTO: Hugo Pacheco Jr. REPORTAGEM: Frances Santana / Rafaela Melo PAGINAÇÃO GRÁFICA: Daniel Vieira / Raquel Gonçalves PUBLICIDADE: Mara Rúbia de Oliveira Silva / Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Valdiney Rodrigo Vieira Rodrigues IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade / Clésio Peixoto / Juliana Monteiro