Cultura


Hoje fechada, Casa de Cultura já foi lar das artes e do saber



Um livro de registros feitos pela professora Gabriela Mendonça, e guardado, com todo zelo, pela historiadora Avelina Noronha de Almeida, revela um pouco da preocupação que a mestra tinha em preservar o trabalho que desenvolvia com seus alunos. Foi na escola particular aberta em sua casa, que ela ficou conhecida como Tia Biela e contribuiu para que diversas personalidades do município aprendessem as primeiras letras. Além da escola, muitos de seus sobrinhos passaram por aquele casarão e parecem terem sido encantados pelo ambiente que sempre emanou cultura e saber.

Leia a matéria completa na edição impressa, que estará nas bancas a partir deste sábado, dia 27 de agosto de 2016.

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Rafaela Melo, no dia 26/08/2016


Comente esta Notícia