Frei Tibúrcio

Frei 1404/2018

Farra de jalecos

O arranca-rabo de 2018 para a Assem­bleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) deve ser marcado por uma particularidade atroz, pelo menos para os eleitores de Lafaiete. É que, o pleito vem se configurando como uma verdadeira disputa entre representantes da classe médica. Tanto no páreo por uma cadeira de deputado estadual, como na Câmara dos Deputados, vários dos pré-candidatos, que já tornaram pública a intenção de participar do pleito, vestem jalecos.

Montão de pré-candidatos

A disputa mais acirrada será para o cargo de deputado estadual. O médico Glaycon Franco (PV) deverá buscar a sua reeleição para o terceiro mandato no legislativo mineiro. Uma articulação política o levou a Assembleia de Minas após ele ficar como suplente no pleito de 2010. Em 2014, ele chegou à Assembleia de Minas com uma votação expressiva de 52.516 votos, desses 32.706 foram conquistados entre o eleitorado lafaietense. O parlamentar deve ter como adversários, dentro da classe médica, o pneumologista Giovanni Laporte e a endocrinologista Selma Rocha.

Ainda sobre o arranca-rabo

Fora do campo da medicina, outros nomes são cotados para entrar no páreo por uma vaga na ALMG. É o caso da líder comunitária Neuza Ferreira Mapa (PT). O nome de Darci Tavares (PMDB) também chegou a ser cogitado para a disputa estadual, assim como o do empresário Eddie Resende (PTC). O ex-vereador Zezé do Salão (PMN) é cotado.

Em Brasília

Já a disputa particular entre médicos por uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília, aparentemente, será polarizada entre o ginecologista e obstetra Marco Antônio Reis Carvalho e o ortopedista Antônio Kadar.  

Fome de obras

O alcaide Mário Furacão Marcus começou o ano de 2018 esfregando os dedos na anciã de esburacar a cidade para dar início ao que ele denomina de ?montão de obras?. Furacão não vê a hora de ?rasgar? Lafaiete para resolver, de uma veizada só, o imbróglio da rua Alfredo Elias Mafuz, prolongamento da Marechal, estádio municipal e o túnel Ovídio Barbosa. Embora seja avesso a justificativas e lembranças do passado, Mário faz questão de lembrar que essas obras passaram incólumes e inacabadas por vários governos.

Agora vai

Nesta semana, aconteceu a primeira reunião do Projeto Voto Ético (Prove) e outros encontros devem ocorrer ao longo dos meses de janeiro e fevereiro. A ideia é formatar uma linha de atuação do grupo, idealizado pelo saudoso Elder José Martinho Pereira em 2008, já visando ao arranca-rabo de outubro. Nos últimos dois pleitos, de 2010 e 2014, o Prove teve participação decisiva nas eleições.


Coluna enviada no dia 26/01/2018




Comente esta coluna

Galerias

Confira fotos da Festa do Cavalo 2018

Enquetes

T?tulo


Enquetes 2


No momento, não temos nenhuma enquete ativa.


Colunistas




EXPEDIENTE

DIRETOR-PRESIDENTE E EDITOR: Luiz Fernando de Andrade GERÊNCIA GERAL: Clésio Samuel Luiz Peixoto SUB-GERENTE: Edmilson Moreira Dutra REDATORA: Juliana Monteiro REDATOR-ADJUNTO: Hugo Pacheco Jr. REPORTAGEM: Frances Santana / Rafaela Melo PAGINAÇÃO GRÁFICA: Daniel Vieira / Raquel Gonçalves PUBLICIDADE: Mara Rúbia de Oliveira Silva / Silvana Ribas REVISÃO E DIGITAÇÃO: Jussara Andrade COORDENADOR DE ESPORTES: Amauri Machado (DRT 08266) BANCO DE DADOS: P. de Souza SECRETÁRIA: Norma Aparecida Vitoreti Ramalho CIRCULAÇÃO: Valdiney Rodrigo Vieira Rodrigues IMPRESSORES GRÁFICOS: Wilson Ricardo de Souza / Willian Ribeiro CONSELHO EDITORIAL: Dr. José Álvaro Castanheira / Luiz Fernando de Andrade / Clésio Peixoto / Juliana Monteiro