Colunas


Frei Tibúrcio 1400/2017



Na Egrégia

O edil João Paulo Pé Quente caminha a passos largos para ser eleito presidente da egrégia municipal de Lafaiete na terça-feira, dia 19 de dezembro. Seu oponente, Fernando Bandeira, dá indícios de que não vai aguentar o embate, uma vez que vem diminuindo o ímpeto e a procura por votos. No entanto, a disputa permanece viva e o placar ainda é uma incógnita. João acredita ter sete votos garantidos, o que lhe garantiria a vitória sem muitas dificuldades. Vamos aguardar.

Obras em 2018

Se a previsão orçamentário para 2018 se confirmar, Lafaiete pode se considerar uma cidade abençoada e se preparar para ganhar muitas obras. São 261 milhões que o município espera arrecadar, sendo que desse total, pelo menos 30 milhões são de convênios que o prefeito Mário Furacão Marcus pretende firmar com os governos estadual e federal. Vamos orar, minha gente, vamos orar. Para se ter uma ideia desse montante, em 2017 a PMCL conseguiu viabilizar apenas 3 milhões em convênios.

Arranca-rabo

A julgar pelos últimos acontecimentos, Lafaiete deve ter entre 5 e 6 candidatos a deputado estadual e outros tantos a federal, como ocorre em todas as eleições gerais. Mesmo com esse montão de postulantes e mais outro grande número de paraquedistas ? que aterrissam nessas plagas? a cidade só consegue eleger um, e olhe lá. Portanto, senhores pré-candidatos, pensem primeiro na cidade e na população, antes de seus projetos pessoais. Lafaiete é maior que todos nós. Oremos.

É a hora

Uma das participações mais aguardadas do pleito eleitoral é a entrada em ação do Projeto Voto Ético (PROVE), responsável por conscientizar eleitores da importância em dar seu voto a quem tem residência fixa em Lafaiete. Nas duas últimas eleições gerais - 2010 e 2014 ? o PROVE teve atuação destacada e participação decisiva no arranca-rabo. Numa delas conseguiu viabilizar até uma pesquisa eleitoral, responsável por balizar candidaturas e orientar eleitores.

CAIXA

É dramática a situação vivida por funcionários e clientes da Caixa Econômica Federal de Lafaiete. Com o fechamento da agência da avenida Mário Rodrigues Pereira, na parte alta da cidade, os serviços de rotina e o autoatendimento foram concentrados no prédio da rua Melo Viana. Gerentes e servidores lutam bravamente para buscar uma solução que amenize o caos instalado naquele trepidante local. Não se descarta a mudança de endereço e nem a abertura de uma nova agência, tudo isso em curto espaço de tempo.


Escrito por Frei Tibúrcio, no dia 27/12/2017