Pesca


Fim do período da piracema não elimina restrições da pesca



No dia 28 de fevereiro terminou o perodo de restrio de pesca em Minas Gerais, conhecido como o perodo da piracema quando os peixes sobem para as cabeceiras dos rios para se reproduzirem. No entanto, os pescadores no devem esquecer que existem regras para a pesca que devem ser seguidas durante todo o ano.

A pesca uma atividade de subsistncia e os pescadores, amadores ou profissionais, devem observar a quantidade e o tamanho dos peixes retirados do rio. "O limite de captura e transporte por pescador amador de 10 quilos, mais um exemplar, sempre observando o tamanho mnimo dos peixes", explica setor de Gesto da Pesca e Aquicultura do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Segundo o IEF-MG, o tamanho, quantidades e os limites de captura por espcie esto definidos na Lei 14.181 (2002), nos Decretos 43.713 (2004), 43.854 (2004) e 44.309 (2006). "O IEF e a Polcia Militar de Meio Ambiente realizam operaes constantes de fiscalizao nos rios e lojas que comercializam pescado para verificar se a atividade executada de acordo com a lei", observa.

Em Minas, existem alguns locais onde a pesca proibida, como o rio Pandeiros, entre os municpios de Januria e So Francisco/MG, e seus afluentes, em toda a sua extenso, bem como lagoas marginais, que so berrios naturais das espcies de peixes nativas.

"No permitido a pesca a menos de 200 metros a montante ou a jusante de cachoeiras ou corredeiras, prximas foz dos rios, da confluncia de rios principais com os seus afluentes ou de barramentos", ressalta o instituto de Minas Gerais.

sempre importante lembrar que para pescar, transportar o material de pesca e o pescado obrigatrio ter a licena emitida pelo rgo competente. No caso da pesca amadora, necessria a carteira de pesca, que pode ser obtida nas unidades de atendimento do IEF em todo o estado ou pelo site. A carteira deve ser renovada anualmente via internet, no site do IEF ou Ibama e a taxa de R$60,00 deve ser paga no Banco do Brasil. A palavra piracema de origem tupi e significa "subida do peixe". Refere-se ao perodo em que os peixes buscam os locais mais adequados para desova e alimentao. O fenmeno acontece todos os anos, coincidindo com o incio do perodo das chuvas, entre os meses de novembro e fevereiro.

A morte do Velho Chico

Uma srie de reportagens da Globo Minas mostrou, mais uma vez, a morte lenta do rio So Francisco e seus afluentes. Agricultura, pecuria, minerao, esgoto in natura, eroso, algas, desvio de verbas, desmobilizao social, descaso poltico e pesca predatria esto matando o Velho Chico e seus tributrios, como o Paracatu, Urucuia, Par, Verde, Velhas, entre muitos outros. O grande rio, descoberto em 4 de outubro de 1501, dia de So Francisco de Assis, pelo navegador portugus Amrico Vespcio, j foi chamado de ?Rio da Integrao Nacional?, j que o maior curso de gua que corre somente em territrio nacional. Lafaiete e regio contribuem, com seu esgoto sem tratamento, para a morte de rios como o Bananeiras, Maranho e Paraopeba.



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Pesca, no dia 17/03/2017


Comente esta Coluna