Segunda, 06 de Julho de 2020
Nayara Costa


Intestino preso: isso pode estar relacionado ao seu estado emocional



Você sabia que 20% da população sofre com os incômodos do intestino preso? E que, na maioria das vezes, esse transtorno acontece devido a fatores relacionados ao estresse e ansiedade? Na coluna de hoje vou falar um pouco mais sobre essa ligação, o que podemos fazer para controlar nossas emoções e, consequentemente, fazer com que o nosso organismo volte a funcionar plenamente.

O aparelho digestivo, que vai da boca ao ânus, é o que mais sofre interferência da parte emocional. Isso ocorre porque há uma conexão entre o sistema nervoso central e o entérico (localizado no intestino). Esse órgão também produz uma rede imensa de neurônios, que se encarregam das funções digestivas.

Quando estamos sob o efeito de diversas emoções, entre as quais posso destacar a ansiedade, estresse, tristeza e o nervosismo, os neurotransmissores responsáveis pela comunicação intestino-cérebro interferem nas ondas peristálticas (movimento do intestino), podendo torná-las mais lentas, o que causa a constipação, o desequilíbrio da flora intestinal e, até mesmo, irritações e inflamações no órgão.

Mas então, como solucionar este "problema"?

Agora que sabemos que o nosso sistema gastrointestinal é “sensível” às nossas emoções, uma das opções para evitar ou solucionar estes transtornos é a terapia. Ao mesmo tempo em que você expõe suas emoções e sentimentos junto a um profissional, durante o tratamento mais indicado para o seu bem-estar, você também irá perceber a volta da normalidade do seu organismo.

Além disso, você pode ter o auxílio de ativos especificadamente voltados para o trânsito intestinal, como, por exemplo, os probióticos e ativos à base de lactobacilos. Eles auxiliam na homeostase das relações fisiológicas do cérebro, o que ajuda a reduzir os transtornos emocionais melhorando, inclusive, a qualidade do sono.

E por falar em sono, ter uma noite bem dormida, se alimentar de forma correta e beber bastante água ao longo dia ajuda, e MUITO, no pleno funcionamento do nosso intestino, bem como na nossa saúde de um modo geral, tanto física quanto psicológica.

Espero que vocês tenham gostado de saber um pouco mais sobre o tema e de aprender que o nosso corpo é um conjunto de sistemas, ligados uns aos outros, e que se uma coisa não vai bem, interfere diretamente nas outras. Por isso, devemos sempre nos preocupar com a nossa saúde psicológica e emocional, ela é a “máquina” que nos move.

Um abraço e até a próxima!

 



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Nayara Costa, no dia 28/05/2020

Nayara Carvalho Costa Matos


Farmacêutica Pós graduada em Farmácia Magistral


atendimentofreitas@yahoo.com.br
37695566



Comente esta Coluna