Esporte


Família que pesca unida, permanece unida



A tradicional família Guilherme, de Lafaiete, além de unida, como man­­da e reza a cultura e os ensinamentos cristãos, tem o saudável hábito de pescar junta. Isso é uma prática que é cultivada há anos e se fortaleceu mais ainda, a partir do passamento da matriarca, dona Rosalina e do patriarca, senhor Augusto, que infelizmente foram levados para o “andar de ci­ma” por Deus.
Sempre no mês de julho, nas férias escolares, os irmãos e irmãs são levados à beira do belo rio Paracatu, na região de Porto Curralinho, por José do Carmo Guilherme, o Zé do Largo, um dos incentivadores da pescaria e do contato com a natureza.


A família fica hospedada no Rancho Cinco Amigos, uma bela casa construída em meio a mangueiras e árvores nativas, de onde é possível chegar às margens do Paracatu, que fica a poucos metros da cozinha da residência.

Na última aventura, realizada na segunda quinzena de julho, além de Zé do Carmo, participaram Sueli, Rosalina, Nilson, Naedio, Nilza, Nezir, Nilvia, Samara, Vinícius, Lucas, Gustavo e Samuel. Além da prosa, caminhadas, descanso e pescaria, os Guilherme passearam de barco e aproveitaram o tempo aberto para contemplar a imensidão do cerrado mineiro. O grupo prometeu voltar no próximo ano.

 



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Esporte, no dia 30/08/2019




Comente esta Coluna