Denúncia


Correios: serviço de entrega não funciona



Sem receber, com regularidade, suas correspondências em casa, um morador do Paulo VI (zona sul) fez sua reclamação: “Todo mês, eu enfrento problemas para receber as minhas faturas. No dia 12 de abril, fui pessoalmente buscá-las na agência central – e ainda fui mal atendido. Quando informamos o nome das ruas, os atendentes afirmam que estão entregando as correspondências, mas não estão. Eles se esquecem dos bairros periféricos. Faz tempo que as pessoas reclamam desse serviço, e os Correios não fazem nada para resolver. Dá até tristeza. Essa empresa já foi uma das melhores e mais confiáveis do Brasil. Hoje a gente só vê reclamações. Há algo de muito errado por trás de tudo isso”, desabafa.

Correios diz que vai apurar problemas no atendimento

“Sobre eventuais atrasos na entrega de correspondências, os Correios informaram que monitoram diariamente a distribuição domiciliária, sendo que no município de Conselheiro Lafaiete as entregas estão operando dentro da normalidade. A empresa ressalta que, para que sejam apuradas com precisão inconformidades apontadas por clientes, é fundamental o fornecimento de informações básicas, como a identificação do logradouro do manifestante, bem como a sua numeração (no caso de objetos simples) ou o número do registro no caso de objetos qualificados. No caso em específico, somente foi informado o nome do bairro.
Os Correios destacam ainda que, no caso de objetos postais simples, devido ao fato de não possuírem número de registro, os mesmos não são passíveis de rastreamento. Como tais objetos não necessitam de recibo no momento da entrega e geralmente são dispostos em portarias ou caixas receptoras de correspondências, a data em que o destinatário toma ciência do objeto nem sempre corresponde à data em que o mesmo foi entregue no domicílio.
Caso seja necessário reforçar a equipe de distri­buição, seja por picos de carga ou insuficiência momentânea de efetivo (em razão de férias ou problemas de saúde de empregados, por exemplo), a empresa utiliza hora extra, operações em finais de semana, movimentação de empregados entre unidades, entre outros.
Sobre a alegação de mau atendimento por parte dos recepcionistas dos Correios, esclarecemos que estaremos apurando internamente algum indício de irregularidade no padrão de atendimento oferecido aos nossos clientes para medidas corretivas, bem como reorientar os empregados envolvidos a respeito. Para quaisquer outros esclarecimentos, a empresa coloca-se à disposição da população por meio dos canais oficiais de atendimento: ‘Fale com os Correios’, no site da empresa (www.correios.com.br) e pelos telefones 3003 0100 (Capitais e regiões metropolitanas), 0800 725 7282 (Demais localidades) e 0800 725 0100 (Exclusivo para sugestões, elogios ou reclamações). Estamos à disposição para eventuais esclarecimentos”.


A nota foi encaminhada pela assessoria de imprensa dos Correios.

 



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Denúncia, no dia 17/05/2019




Comente esta Coluna