Esporte


Daniel é o primeiro latino-americano a cruzar a linha em duathlon na Espanha



Nós, desportistas e pessoas que torciam por nosso representante no Mundial de Duathlon em Pontevedra (ESP), tínhamos a expectativa de comemorar um resultado melhor. Fatalmente, o atleta também. Mas se considerarmos as condições - dificuldades de recuperação após a queda que impediu a viagem para a disputa do Mundial na Dinamarca no ano passado, a pressão psicológica e a perda do medo de uma nova fratura, a mudança e antecipação da data da prova de domingo para o sábado, a distância Brasil/Espanha, a viagem programada em cima do primeiro dia de férias a as dificuldades de adaptação ao fuso horário em poucas horas após chegada à cidade de Pontevedra - o resultado foi excelente.
Daniel Gomes venceu todas essas dificuldades previstas e outras que surgiram no decorrer da prova. Fortes adversários ficaram para trás e ele foi o primeiro brasileiro a chegar em sua categoria. A 23ª colocação foi honrosa e se, a princípio, pode ter causado alguma decepção, fica a expectativa da vitória sobre o medo em uma prova gigante. “Pensar grande dá o mesmo trabalho que pensar pequeno”, filosofou o corredor em entrevista exclusiva, ao vivo, à Rádio CIDADE 98FM, dois dias antes da viagem à Espanha, que durou mais de 20h, com várias escalas.
Como de costume, a prova foi dominada por europeus. Foi preciso correr 10km, pedalar por 40 km e voltar a correr 5 km para fechar a prova. Daniel fechou com o tempo de 2h12’53”, na 23ª colocação, entre os 43 inscritos na categoria AG 35/39 anos. O campeão Olivier Fremy, da França, disparou e fechou em 1h56’42”. O próximo brasileiro a chegar foi Leandro Eduardo Galende, na 37ª posição. (Amauri Machado).



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Esporte, no dia 10/05/2019


Comente esta Coluna