Colunas


Frei 1434/ 2018



Horror

De terça-feira, 7, até a noite de quarta, dia 8 de agosto, quatro comércios foram arrombados e literalmente queimados de forma acintosa e criminosa. Além dos prejuízos incalculáveis houve uma mudança brusca na vida de pessoas honestas, trabalhadoras e empreendedoras. Os bandidos queimaram sonhos, projetos e a alma das vítimas.

 

E agora?

Além do J. Oliveira, no bairro Jardim América, que pertence ao presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Conselheiro Lafaiete (Sindcomércio), Bento José de Oliveira,  praticamente destruído pelo incêndio criminoso, outros comércios sofreram com as ações, entre os quais o Sacolão Mundial, no bairro Progresso, a lotérica do João Paulo Pé Quente, na rua dr. Campolina e a tradicional Comercial Juper, no mesmo endereço. Soma-se a isso, o mesmo modus operandis do larápio, que, após arrombar, tacou fogo com álcool nos locais, destruindo-os completamente. E agora? Quem será a próxima vítima?


Mês passado

No mês passado, uma loja de roupas na praça São Sebastião já havia sofrido ataque semelhante e também foi destruída.

 

Cruzes

A grande questão é que as Polícias Civil, Militar, Ministério Público e Poder Judiciário precisam dar uma resposta rápida e eficiente à sociedade, sob pena de ficarem desacreditadas perante a sociedade. É inadmissível que uma só pessoa cometa tantos crimes, em curto espaço de tempo, e nenhuma autoridade consiga chegar perto do suspeito.


Insegurança

A sensação de insegurança em Lafaiete é tamanha, que muitas pessoas estão de malas e mudanças prontas para outras plagas, menos violentas que nossa outrora tranquila cidade. A insegurança e, sobretudo, a impunidade, batem com força em nossas portas, portões, mentes e corações.


Absurdo

Corrói a alma e mutila nossas entranhas ver amigos perderem tudo de uma veizada só, por causa de bandidos que não deveriam estar soltos entre nós. Cadê o Estado que nos cobra impostos, que nos fiscaliza de forma eficiente e ágil, mas que na hora em que mais precisamos simplesmente nos abandona?


Que coisa

Sabe-se que o suspeito número 1 de cometer essa série de barbaridades tem, pasmem, mais de 100 BOs nas costas, devidamente registrados. Por que, afinal, essa escória continua solta? O que precisam mais para colocarem-no entre as grades?  Vade retro impunidade indecorosa.


Protesto

Em protesto a essa barbárie que a população está sendo submetida, a coluna não abordará questões políticas nesta edição.


Escrito por Frei Tibúrcio, no dia 16/08/2018