Colunas


Barão de Queluz: leitora faz apelo para recuperação de praça



A situação da praça Barão de Queluz ? um dos principais cartões postais da cidade, foi duramente criticada por uma moradora do bairro Angélica, na região central e outro do bairro São João (zona sul). ?A praça foi cercada com madeirite, parece que a estão diminuindo. Mas se ela for tombada pelo patrimônio histórico, isso não poderia ser permitido?, pontuou o morador do São João. ?Não se fecha um dos lados de uma praça, mas foi exatamente o que fizeram na frente de onde era o fórum. Nesse canteiro não cabem 10 carros; foi feito ?pelos cocos?. E, no passeio, você tem que se equilibrar no meio fio?, reclama a moradora.

Mas o ponto mais preocupante diz respeito à segurança no local. ?A praça Barão de Queluz virou um antro do uso de drogas. Dá medo passar por lá à noite. Lafaiete é cheia de vândalos, que destroem tudo. O mastro que marca a estrada real da praça foi arrancado por vândalos e, agora, está preso com uma fita?, denuncia.

Cansada de fazer sempre as mesmas queixas e não encontrar solução, a lafaietense desabafou: ?Estou lutando para ter uma cidade melhor, mas parece que falta vontade às autoridades para resolver os problemas. Uma mulher montou uma barraca na rodoviária e está até criando galinhas. Isso o é inacreditável. Ninguém quer sair da zona de conforto; o brasileiro é assim. O Brasil está doente. Estamos cada vez mais pobres. Precisamos evoluir. Uma nação se salva quando cada cidadão se propõe a ser melhor. E eu sou alguém que amou essa cidade; que viu essa cidade linda?, afirmou, chorando.

Depredação na praça Barão de Queluz, Centro

- O fechamento da via em frente ao antigo Fórum justifica-se com a melhor fluidez do trânsito na região. Aproveitou-se o espaço para estacionamento de veículos, desimpedindo as ruas adjacentes. Entendemos que a segurança na praça Barão de Queluz é proporcionada pela Polícia Militar.


Escrito por Denúncia, no dia 08/03/2018